Ex-alunos de informática da Fema são aprovados no programa de Mestrado da Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Para saber mais sobre os cursos de Informática da Fema acesse fema.edu.br

do, ex-aluno e atual professor da Fundação, um dos aprovados no Programa de Mestrado da UTFPR (Foto: Assessoria)

No final do mês de fevereiro a Fundação Educacional do Município de Assis – Fema, em especial a coordenação dos cursos de Informática, comemoraram o ingresso de três de seus ex-alunos da área de informática no Programa de Mestrado da Universidade Tecnológica do Paraná – Campus de Cornélio Procópio, na linha de Engenharia de Software.

Foram aprovados os ex-alunos: Alessandro Silveira Duarte, José Antonio Gonçalves e Fernando Cesar Lima, que hoje é professor da Fema. Segundo o coordenador e professor Dr. Alex Sandro Romeo de Souza Poletto, para a Fema, bem como para a Coordenadoria de Informática, o ingresso dos ex-alunos, entre eles um professor da Fema, é motivo de orgulho para a Fundação. “Entre as dez vagas regulares oferecidas no Programa de Pós-Graduação em Informática da UTFPR Câmpus Cornélio Procópio, três foram conquistadas por ex alunos nossos” disse o professor Dr. Alex.

Fernando, que foi aluno de Tecnologia em Processamento de Dados, turma 2001 da Fema, e atualmente é professor da Fundação nos cursos de Informática, conta que em 2006 fez uma especialização em Desenvolvimento de Aplicações Distribuídas e que no Mestrado em Cornélio  sua pesquisa tratará do Desenvolvimento de uma Nova Técnica para Levantamento de Requisitos.

Fernando além de professor da Fema, é proprietário da empresa Lima Software onde  desenvolve sistemas para diversos tipos de clientes. Foi por meio das experiências de trabalho que Fernando começou a se interessar e pesquisar sobre o tema. Fernando fala que no projeto de Software é fundamental que exista um correto levantamento de requisitos. Para ele a determinação e entendimento destes requisitos são essenciais para um sistema que corresponda à expectativa do cliente e também proporcionem um menor tempo de execução ao Projeto, já que com uma compreensão eficiente dos requisitos evitam-se futuras correções ao sistema.

Para Fernando, os modelos de levantamento de requisitos utilizados hoje são falhos e é a principal razão pelo atraso na entrega de sistemas. Por meio da atuação da sua empresa Fernando disse perceber que grande parte dos atrasos na entrega dos Projetos estavam relacionados  a definição dos requisitos. Hoje ele conta que a empresa já desenvolve ações baseadas nesta nova técnica de definição de requisitos e segundo ele os resultados tem sido excelentes. Para ele a pesquisa além de contribuir para sua formação e competência acadêmica como docente também aprimora os serviços oferecidos em sua empresa.

Nova Técnica – Segundo Fernando a nova técnica apresentada em sua pesquisa integra técnicas da engenharia de software com conhecimentos da área de psicologia, como a utilização de mapas mentais. Para o Professor esta nova técnica permite que além de reconhecer as necessidades do cliente sobre o sistema, o profissional de informática confirma se o que o cliente expressou é realmente o que a empresa compreendeu. Para Fernando este entendimento deve ser de 100%. Ele explica que o mapa mental esboça situações que em seguida são comparadas com as informações técnicas prestadas pelo cliente. O objetivo é promover uma fidelidade quase que absoluta entre o sistema solicitado pelo cliente e o que foi compreendido pela empresa.

Fernando ainda fala que todas as experiências vivenciadas na Fema quando aluno foram fundamentais para o resultado nesta seleção do Programa de Mestrado. “Tive aulas com excelentes professores, atenciosos, motivadores. A graduação e a especialização foram degraus importantes para chegar até o Mestrado” afirmou ele. Atualmente como professor ele enfatiza que o conhecimento na área é muito dinâmico, onde o que é atual hoje, amanhã muitas vezes já está ultrapassado por isso a atualização do docente nesta área deve ser uma preocupação constante. Fernando lembra que participa de treinamentos quase todo mês e que a atividade na empresa também proporciona uma atualização permanente do que há de novo no mercado. Para ele todo contato com o mercado de trabalho é levado pelo empresário para a sala de aula enquanto docente.

Para saber mais sobre os cursos de Informática da Fema acesse www.fema.edu.br

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA