Sest/Senat Nova Alexandria inaugura sistema de cursos itinerantes

Nesta segunda, 22, foram iniciados três cursos em Palmital e um em Cândido Mota

Prefeito de Cândido Mota Zacharias Jabur – “estou feliz com esta parceria” (Foto: Mario Luiz)

Com a presença de autoridades locais o Sest/Senat Nova Alexandria iniciou ontem três cursos do Pronatec. Em Palmital dois cursos de auxiliar administrativo (períodos tarde e noite) e em Candido Mota um curso de auxiliar administrativo. Na próxima segunda-feira, dia 29, terá inicio em Palmital o curso de Recepcionista.

O gerente do Sest/Senat, Nicola Vasili Kumov explicou que para os próximos meses está marcado o início de um curso de frentista/abastecedor para Assis. “São cursos desenvolvido pelo Sest/Senat Nova Alexandria, em organizado pelo Governo Federal. Além da bolsa total os alunos recebem lanche e um incentivo em dinheiro, para o transporte. São 30 pessoas em cada turma.” explicou Kumov.

Pela manhã houve o início do curso em Cândido Mota, onde gerente agradeceu os funcionários, falando da importância do grupo para o sucesso do evento. “Agradeço também o prefeito Zacharias Jabur e o diretor do PTA (Posto de Atendimento ao Trabalhador, Ademir Fontana (conhecido como Miro), pelo apoio e dedicação; além da diretoria da Cura Diocesana e da Matriz Nossa Senhora das Dores.

Futuro itinerante
O gerente antecipou que “para um futuro bem próximo pretendemos levar este Programa para grande parte dos municípios da região”.

A prefeita de Palmital Ismênia Mendes explicou que Palmital ganhará muito com os cursos do Pronatec (Foto: Mario Luiz)

O que é o Pronatec?

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal,  com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.

Objetivos e Iniciativas

  • expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio e de cursos de formação inicial e continuada ou qualificação profissional presencial e a distância;
  • construir, reformar e ampliar as escolas que ofertam educação profissional e tecnológica nas redes estaduais;
  • aumentar as oportunidades educacionais aos trabalhadores por meio de cursos de formação inicial e continuada ou qualificação profissional;
  • aumentar a quantidade de recursos pedagógicos para apoiar a oferta de educação profissional e tecnológica;
  • melhorar a qualidade do ensino médio.

 

#MAIS LIDAS DA SEMANA