Universidade Estadual Paulista de Assis
Universidade Estadual Paulista de Assis

O Departamento de Letras Modernas, da Unesp de Assis promove o evento II ECLAA – Encontro Cultural de Língua Alemã de Assis de 7 a 9 de maio. Informações acesse aqui.

Entre as atividades programadas, dia 8, às 21 h, haverá a apresentação de peça teatral Bertold Brecht no Teatro Municipal de Assis. Para assistir ao espetáculo, basta levar 1 kg de alimento não perecível.

A apresentação, intitulada Marie, foi criada em 2011 no Departamento de Artes Cênicas da ECA-USP. O processo criativo teve por inspiração um poema do jovem Bertolt Brecht, A Infanticida Marie Farrar (Von der Kindermörderin Marie Farrar), escrito em 1926 e publicado originariamente em um de seus primeiros livros de poesia, O Livro de Devoção Caseira (Die Hauspostille).

O livro corresponde a uma das primeiras fases do autor, marcada pela proximidade com o expressionismo alemão. Ali, o jovem Brecht manifesta com força impressionante o homem urbano oprimido pela modernidade, esmagado entre as novidades destrutivas do  progresso e a persistência da velha barbárie. O poeta ainda não enxergava possibilidade de transformação do homem sobre o aparente caos do mundo, contudo, mesmo nesse período é possível entrever em Brecht uma espécie de esperança no homem e em sua capacidade de insurgência, que se manifestam muitas vezes como o gosto pela vida e pela subversão da ordem opressora.

A Infanticida Marie Farrar é um poema narrativo que conta a história de uma menina órfã, menor de idade, “fraca e rejeitada”, que trabalha como empregada. Uma pequena criança abandonada à sua própria sorte e que, em tempos sombrios, de crise e desemprego, percebe-se grávida. Após sucessivas tentativas malogradas de aborto, Marie mata o filho assim que ele nasce. Diante do trágico fato, Brecht, ao longo do poema, busca mostrar o avesso da história, isto é, as circunstâncias em torno do atroz infanticídio: o trabalho exaustivo e sem descanso, o desamparo, a solidão e a miséria que a circundava.

A partir da discussão em torno deste material, e valendo-nos dos expedientes do chamado processo colaborativo, o grupo criou a dramaturgia e encenação do espetáculo por meio de improvisações, experimentações em vídeo, composições musicais e debates sobre correlatos atuais deste tema.

Ao longo de 2011 e 2012 o grupo foi selecionado e participou de diversos Festivais e Mostras de teatro (Mostra Luta; Mostra TUSP Experimentos; 25º FITUB; Circuito TUSP de teatro; Mostra Teatro e Universidade, no Teatro de Arena etc.) e apresentou-se em sedes de grupos e movimentos sociais em São Paulo.

Durante esta trajetória continuou a desenvolver o trabalho de criação de modo a manter o processo operante e conjugar as experiências das apresentações com uma investigação cênica cada vez mais vertical.

 

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Univesp recebe até segunda as inscrições para cursos superiores gratuitos

Vestibular seleciona alunos para as turmas de nove cursos.

Governo vai instalar 12 mil pontos de internet em escolas públicas

Governo vai instalar 12 mil pontos de internet em escolas públicas.

Bolsa Empreendedor abre inscrições para a 3ª turma na região

Cada bolsa será de R$ 1 mil e paga em duas parcelas de R$500.

Estudante já pode entrar com recurso contra isenção do Enem negada

Recursos devem ser apresentados até dia 29.