Educação entrega kit com material escolar a todos os 85 mil alunos da região de Assis

Ano terá calendário especial para Copa do Mundo e Secretaria distribui material inédito para ensinar nova abordagem de matemática a crianças.

Ano terá calendário especial para Copa do Mundo e Secretaria distribui material inédito para ensinar nova abordagem de matemática a crianças a partir de 6 anos

Nesta segunda-feira, dia 27, mais de 4 milhões de alunos voltam às aulas, sendo 85 mil deles da região de Marília. A Secretaria da Educação do Estado recepciona todos os estudantes com a entrega de um kit totalmente gratuito, composto por lápis, caneta, borracha, caderno, régua, lápis de cor e instrumentos de geometria.

O secretário da Educação, professor Herman Voorwald, esteve na Escola Plínio Caiada de Castro Júnior, na zona leste da capital, para dar início à distribuição do material escolar e anunciar novidades para 2014.
O investimento de R$ 124 milhões para aquisição dos kits, R$ 2,6 milhões para a região de Assis, proporciona economia às famílias – nas papelarias o preço médio dos materiais chegaria a R$ 100. Além disso, a partir deste ano, de maneira inédita, todos os cerca de 24 mil professores que lecionam para os anos iniciais no Estado, do 1º ao 5º ano, e os 650 mil alunos destas séries vão receber um novo material para o aprendizado de matemática.

Chamada de EMAI (Ensino de Matemática para Anos Iniciais), a cartilha pedagógica orienta os docentes sobre uma nova metodologia para abordar os números e as operações matemáticas no cotidiano de uma geração que já nasce mexendo em computadores, aparelhos eletrônicos, televisão entre outros.

Elaborado pelos próprios educadores da rede, o EMAI passa a integrar o conjunto de materiais didáticos entregues pela Secretaria para subsidiar docentes e alunos. Todos os 4 milhões de estudantes recebem o Caderno do Aluno e os cerca de 230 mil educadores – de todas as séries e ciclos – ganham o Caderno do Professor. São apostilas, divididas em quatro volumes, compostas por exercícios e conteúdos de todas as disciplinas para nortear as atividades em sala de aula.

Mudanças
A Secretaria adotou este ano um calendário especial por causa da Copa do Mundo. A alteração foi elaborada para manter os 200 dias letivos preconizados, sem que o campeonato interfira na rotina escolar. Por isso, o retorno dos estudantes às aulas foi antecipado para o final de janeiro e as férias do meio do ano acontecem entre 12 de junho e 13 de julho, período dos jogos de futebol.

“O início das aulas marca o reencontro dos alunos com o processo de aprendizado. Nossos materiais, como o kit escolar e os cadernos do aluno e o professor, têm custo zero para as crianças, adolescentes e jovens e são idealizados de acordo com a idade e a série cursada. Para 2014, projetamos avanços, com investimentos em novos instrumentos de aprendizagem, renovação de equipamentos e o compromisso de sempre fortalecer o ensino da maior rede do País”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Este ano também, a Secretaria vai aumentar a frequencia da avaliação diagnóstica – um sistema que mapeia conhecimentos em língua portuguesa e matemática e oferece um panorama de aprendizagem personalizado de cada aluno. Até 2013, esta avaliação era semestral e agora passa a ocorrer bimestralmente.

Também de maneira inédita, os alunos vão vivenciar as mudanças na Progressão Continuada anunciadas em 2013. Após três anos de estudos e reuniões realizadas com mais de 20 mil profissionais, a Secretaria estabeleceu a ampliação de dois para três ciclos no Ensino Fundamental. Isso significa que, a partir de agora, a possibilidade de retenção dos estudantes, que acontecia no 5º e 9º ano, passará a ocorrer no 3º, 6º e 9º ano.

#MAIS LIDAS DA SEMANA