Xadrez Humano é apresentado na Casa da Menina

Foi formado um tabuleiro com 34 alunos do projeto onde cada um representou uma peça e dois deles as conduziram para realização da partida.

Xadrez Humano é apresentado na Casa da Menina

A forte chuva da tarde da última quinta-feira (25), não foi suficiente para atrapalhar a bela apresentação de Xadrez Humano realizada na Casa da Menina. Com a participação de 34 alunos do projeto Xadrez da Rede Municipal de Ensino, formou-se um tabuleiro onde cada um representou uma peça e dois deles as conduziram para realização da partida.

Neste tipo de disputa, as peças do tabuleiro são representadas por pessoas, sendo que a missão de todos (peças) é sempre proteger o rei, onde cada peça tem movimentação própria e apenas o peão anda para frente, já a torre pode ir para horizontal e vertical. São os passos de cada um que definem a jogada e os segredos do jogo aos poucos vão sendo desvendados na prática.

O xadrez humano é mais uma forma que a professora Cristiane Aparecida Meira, responsável pelo projeto de Xadrez, desenvolvido por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Educação e Autarquia Municipal de Esportes de Assis, encontrou para atrair os alunos em um exercício para a mente e para o desenvolvimento de cada um. “Está comprovado que o xadrez pode fazer com que as crianças tenham pensamento mais ágil, tanto matemático como em relação à vida, é um jogo que se enquadra em tudo”, explica a professora.

Para Saionaria Vieira Evangelista, coordenadora geral da Casa da Menina, “é de grande importância a apresentação do Xadrez Humano, pois quando o aluno se envolve e presencia é onde acontece o estímulo para participar das atividades. Nós temos tido contato com as escolas municipais e podemos acompanhar alunos que tinham problema de atenção e após o ingresso no esporte têm tido um melhor desenvolvimento”.

A Casa da Menina é uma instituição de ensino conveniada com a Prefeitura de Assis e cede o espaço para que diversas modalidades do programa “Esporte Como Você Sempre Quis!” sejam desenvolvidas.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA