Profissionais do CEDET participam de formação em Minas Gerais

O CEDET de Lavras é o primeiro centro, conhecido internacionalmente, que usa uma específica metodologia com crianças talentosas.

Equipe do CEDET com alunas de inglês e a intercambista (Foto: Divulgação)

Os profissionais do CEDET – Centro para Desenvolvimento do Potencial e Talento de Assis estiveram de 26 a 29 de agosto em Lavras – MG para um estágio de formação. O CEDET de Lavras é o primeiro centro, conhecido internacionalmente, que usa uma específica metodologia com crianças talentosas, criada pela Dr. Zenita Guenther em 1992.

A metodologia utilizada passou por recente reformulação e cada professor facilitador do Centro de Assis teve instrução por meio de um plano definido com atividades a serem cumpridas, acompanhando a equipe de Lavras nas escolas e coordenadoria, e reunião com a própria Dr. Zenita.

O CEDET conta hoje com cinco Professores Facilitadores, que são responsáveis pela identificação, acompanhamento e elaboração do plano individual, já que cada aluno atendido pelo Centro possui um atendimento diferenciado do outro, de acordo com interesse pelas atividades e disponibilidade.

No retorno para Assis os professores vieram acompanhados pela intercambista da Eslováquia Zdenka Donovalová, que por meio do EVS – Serviço Voluntário Europeu ensina inglês e espanhol para os alunos do CEDET de Lavras. Zdenka passará três semanas em Assis conhecendo os alunos e acompanhando as aulas de línguas.

“Gostei muito do CEDET, pois na Europa é comum o aluno realizar atividades extras após as aulas e eu achava que no Brasil não existisse essa opção, então eu conheci o Centro e vi que isso é possível. Nesse tempo em que estive no país pude perceber como é difícil prender atenção do aluno, porém, em Assis as crianças são mais curiosas e tem mais vontade de aprender sobre meu país e a Europa, eles fazem muito mais perguntas.” Relata Zdenka.

Michel Sabino e Débora Barreto, ambos professores facilitadores do CEDET de Assis, explicam que no centro o ensino é diferenciado, as aulas são voltadas para a vivência dos alunos. “Nós trabalhamos com músicas e leituras e eles aprendem sobre a cultura de outros países que falam a língua inglesa. Procuramos trabalhar também a interação dos alunos com intercambistas, para que eles aprendam de fato o modo de se comunicar pela língua estrangeira.” Conta Débora.

O Centro atende hoje 152 estudantes e está em fase de observação de mais 358 crianças de escolas municipais, estaduais e particulares. É mantido pela Secretaria Municipal da Educação em parceria com a ASPAT – Associação de Pais e Amigos para o Apoio ao Talento, Diretoria Regional de Ensino de Assis e UNESP. Possibilita aos alunos talentosos aulas de línguas estrangeiras, natação, instrumentos musicais e diversas outras atividades, todas ministradas por mais de 80 moradores de Assis, de forma voluntária.

#MAIS LIDAS DA SEMANA