Cerca de 37 mil alunos na região de Assis farão as provas do Saresp

Avaliação será aplicada nos dias 11 e 12 de novembro; além da rede estadual, 401 unidades da rede particular em todo o Estado de SP também participam.

37 mil alunos da rede estadual na região de Assis farão as provas do Saresp (Foto: Divulgação)

Nos próximos dias 11 e 12 de novembro, mais de 1,3 milhões de alunos do 2º, 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual farão as provas do Saresp 2014. Na região de Marília, que inclui a Diretoria de Ensino de Assis, 37 mil estudantes participarão das avaliações.

O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo é aplicado desde 1996 com a finalidade de produzir um diagnóstico da escolaridade básica paulista. Neste ano, mais 800 mil estudantes das redes particulares, SESI e Centro Paula Souza em todo o Estado também participam da prova, totalizando 2,1 milhões de inscritos.

Nesta edição, são avaliados os conhecimentos em Língua Portuguesa, Matemática e Ciências da Natureza (Ciências, Biologia, Física e Química) e redação. Os resultados são utilizados para orientar as ações da Pasta e também integram o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp). As notas serão divulgadas no primeiro semestre de 2015.

Desde o ano passado, o Saresp foi ampliado também para os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental. A adesão desse grupo foi possível graças à nova meta de alfabetização aos 7 anos – um ano a menos que o estipulado pelo País que define a idade certa aos 8 anos. Hoje, no Estado de São Paulo, 95% das crianças até 7 anos sabem ler e escrever.

Adesão das redes particulares e municípios
O Saresp é aberto também à participação das redes municipais e escolas particulares por meio de adesão. Com a parceria, as provas aplicadas nas unidades administradas pelos municípios também são custeadas pelo Governo do Estado. Nesta edição, todas as 645 cidades paulistas terão representantes. Serão 3.419 escolas da rede municipal, 39 particulares, 112 do SESI e 190 do Centro Paula Souza. Em relação a 2013, houve um aumento de 7,2%.

“Com a grande participação dos municípios na avaliação 2014, o Estado, além de ter uma visão abrangente do ensino público, dá sequência ao amplo programa desenvolvido, para melhorar a qualidade da educação no Estado de São Paulo”, afirma o secretário da Educação, Herman Voorwald.

#MAIS LIDAS DA SEMANA