Fique conectado

Educação

Professora voluntária ensina adultos e idosos a ler e escrever em Maracaí

Muitos dos que participam desse projeto nunca tiveram contato com uma sala de aula antes.

Publicado em

496

Único requisito para fazer parte do 'Alegria de Saber' é ter vontade de aprender — Foto: Reprodução/TV TEM
Único requisito para fazer parte do 'Alegria de Saber' é ter vontade de aprender — Foto: Reprodução/TV TEM

Duas vezes por semana, a professora Rute Souza dedica o seu tempo de forma voluntária para ensinar adultos e idosos de Maracaí (SP) a ler e escrever. A iniciativa que recebeu o nome “Alegria de Saber” é realizada na ONG Comunidade Kolping.

Uma chance para os alunos recuperarem o tempo perdido. O único requisito para fazer parte da turma é querer aprender.

O idoso Pedro Lucas Soares frequenta as aulas desde que o projeto começou, há 13 anos, e conta que já evoluiu bastante no aprendizado.

“Depois que eu entrei aqui, ficou bem melhor que antes, já entendo bastante coisa”, confirma o aposentado, que também agradece o empenho da professora.

Único requisito para fazer parte do 'Alegria de Saber' é ter vontade de aprender — Foto: Reprodução/TV TEM

Único requisito para fazer parte do ‘Alegria de Saber’ é ter vontade de aprender — Foto: Reprodução/TV TEM

A professora Rute garante que, de um modo geral, o aproveitamento da turma é muito bom.

“Alguns chegaram aqui sem saber escrever a letra ‘A’ e hoje já leem e escrevem, alguns com alguma dificuldade, outros desenvolveram bem.”
Maria Aparecida Ruela também fica feliz ao ver que evolui a cada aula. “Quando eu vim aqui, eu sabia ler muito pouquinho, não sabia escrever, eu lia as coisas com muita dificuldade e hoje eu até leio bem. Fico contente, desenvolvi bastante mesmo.

“Não tem preço e não tem dinheiro para pagar isso, o que essa professora fez com nós com tanto carinho e amor”, declara a aposentada.

Dona Maria fica contente ao perceber que está evoluindo a cada aula — Foto: Reprodução/TV TEM

Dona Maria fica contente ao perceber que está evoluindo a cada aula — Foto: Reprodução/TV TEM

Para Rute, é exatamente o carinho dos alunos e ver que eles estão aprendendo a maior motivação para continuar com o projeto.

“A satisfação deles, a realização deles de estar realizando um sonho que eles tiveram ao longo da vida, e agora com a idade que eles têm, aqui eu tenho aluno de mais de 80 anos. Então você ver uma pessoa se sentindo realizada nesta altura da vida, não tem dinheiro que pague, é muito gratificante”, reconhece.

Educação

Fuvest 2020: candidatos fazem provas específicas da 2ª fase do vestibular nesta segunda-feira

No domingo (5), estudantes realizaram prova de português e redação, que abordou o papel da ciência no mundo contemporâneo.

Publicado em

Do G1
Estudantes realizam as provas do primeiro dia da segunda fase da Fuvest na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), na Cidade Universitária, Zona Oeste de São Paulo, na tarde deste domingo (5) — Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo

Os candidatos que buscam uma vaga na Universidade de São paulo (USP) realizam nesta segunda-feira (6) a segunda etapa da segunda fase do vestibular da Fuvest 2020. Serão aplicadas provas de disciplinas específicas, de acordo com a carreira escolhida.

Cerca de 35 mil candidatos selecionados para a segunda fase disputam 11.147 vagas para 106 cursos oferecidos pela instituição. Os portões abrem às 12h30 e a prova começa às 13h. No total, são quatro horas de exame, mas os estudantes só podem deixar as salas a partir das 16h. (Veja abaixo o que levar)

Neste domingo (5), foi aplicada a prova dissertativa de português e redação, que abordou “o papel da ciência no mundo contemporâneo”. Professores de cursinhos ouvidos pelo G1 afirmaram que a Fuvest seguiu a tradição de anos anteriores com a escolha de um tema atual para a redação e a grande exigência de interpretação de texto nas questões dissertativas.

A lista dos aprovados sai no dia 24 de janeiro.

O que levar para a prova

  • Documento de identidade original com foto (obrigatório)
  • Caneta esferográfica de tinta azul (obrigatório)
  • Lápis, lapiseira, borracha,apontador e régua transparente para uso em rascunhos
  • Alimentos leves e água

Proibido levar

  • Celulares (devem ficar desligados dentro de um envelope específico)
  • Relógio
  • Equipamentos eletrônicos como calculadora, computador, tablet e máquina fotográfica
  • Material impresso ou para anotações
  • Corretivo
  • Canetas diferentes da esferográfica
  • Gorro, boné, chapéu e óculos de sol
  • Fone de ouvido ou protetor auricular

Calendário

  • 5 e 6 de janeiro de 2020 – Provas de 2ª Fase
  • 8 a 10 de janeiro de 2020 – Prova de Habilidades Específicas – Artes Cênicas
  • 24 de janeiro de 2020 – Divulgação da 1ª Chamada
  • 25 de janeiro a 28 de janeiro de 2020 – Período da Matrícula Virtual – 1ª Chamada
  • 31 de janeiro de 2020 – Divulgação da 2ª Chamada

Cursos mais concorridos

  1. Medicina (Pinheiros) – 129,46 candidatos por vaga
  2. Medicina (Bauru) – 124,21 candidatos por vaga
  3. Medicina (Ribeirão Preto) – 89,04 candidatos por vaga
  4. Psicologia (São Paulo) – 73,67 candidatos por vaga
  5. Relações Internacionais – 58,6 candidatos por vaga
  6. Curso Superior do Audiovisual – 46,92 candidatos por vaga
  7. Psicologia (Ribeirão Preto) – 43,24 candidatos por vaga
  8. Medicina Veterinária – 42,91 candidatos por vaga
  9. Ciências Biomédicas – 37,21 candidatos por vaga
  10. Design – 32,36 candidatos por vaga
  11. Publicidade e Propaganda – 31,20 candidatos por vaga
  12. Fisioterapia – 31,17 candidatos por vaga
  13. Jornalismo – 29,10 candidatos por vaga
  14. Artes Visuais – 26,57 candidatos por vaga
  15. Arquitetura (FAU) – 25,94 candidatos por vaga
Continue lendo

Educação

Ação Solidária destina presentes de Natal a alunos da EMEIF Mafalda

Ao todo foram entregues 50 presentes de Natal.

Publicado em

Assessoria
Ação Solidária destina presentes de Natal a alunos da EMEIF Mafalda (Foto: Divulgação)
Ação Solidária destina presentes de Natal a alunos da EMEIF Mafalda (Foto: Divulgação)

No último dia 3 de dezembro alunos da  E.E Prof.ª  Lenny de Barros da Silva estiveram na EMEIF Prof.ª Mafalda Salotti Bartholomei  para a entrega de 50 presentes de Natal aos alunos do reforço escolar através de uma ação solidária.

A proposta surgiu entre os alunos do Grêmio Estudantil e do 2º ano do Ensino Médio da Escola Lenny como ação solidária, que ao invés de adotar cartas de crianças do Correios adotaram cartas dos alunos do reforço escolar da EMEIF Mafalda.

“Pensamos em destinar a ação para as crianças que conhecemos e temos contato, e assim desenvolvemos o projeto com os alunos do reforço da professora Eliana. Hoje, estamos aqui para celebrar esse momento. As crianças receberam as doações, presentes, mas na realidade nós saímos daqui presenteados”, comemorou a diretora da Escola Estadual, Lindavala Maria S. Schilling.

Ambas as unidades são parcerias em ações de cunho social desde o início do ano com outras ações já realizadas e através das cartas solidárias os alunos receberam presentes dos estudantes e professores do Lenny.

Para a professora do reforço escolar, Eliane Rorato, além da questão solidária a ação junto aos seus alunos promoveu também os aspectos pedagógicos inerentes do gênero textual, como a elaboração das cartas.

“Nós trabalhamos a função da carta e a escrita  e os alunos produziram os textos, com apresentação pessoal,   idade e fatos particulares da sua personalidade e a descrição para os leitores de três presentes. As produções ficaram interessantes e propiciaram aos estudantes do Lenny a possibilidade de conhecerem as crianças através da auto descrição textual”.

A secretária da Educação Dulce de Andrade Araujo, que prestigiou o momento, agradeceu e enalteceu a prática solidária e acrescentou que a ação ficará marcada na memória de ambos os participantes, dos que promoveram a doação aos que a receberam.

“Vemos aqui uma ação ímpar, pois a generosidade, gratuidade e solidariedade voluntária dos alunos da Escola Lenny é um exemplo positivo a todos nós adultos e às crianças, desde o inicio na Educação Infantil, Ensino Fundamental até o Ensino Médio”, considera a secretária da Educação.

 

Continue lendo

Educação

Halloween no “Carolina Burali” movimenta alunos e professores

Confira as fotos.

Publicado em

Do AssisNews
Halloween no “Carolina Burali” movimenta alunos e professores (Foto: Divulgação)

O Halloween ou Dia das Bruxas é uma festa tradicional comemorada todo dia 31 de outubro ao redor do mundo. Muitas pessoas comemoram, mas não sabem exatamente a origem de todos os costumes, por isso o vice-diretor Antônio Beluco Neto sugeriu que fosse realizada a comemoração na escola para que assim, os alunos se inteirassem sobre o tema.

Assim, as professoras de inglês Andréia Piemonte e Michele Amaro, se reuniram com os alunos do Clube Juvenil “Eventos do Carol” e com os alunos da 2ª série do Ensino Médio e organizaram a decoração típica e a abertura de um desfile e concurso de fantasias. Na semana de atividades também foi feita uma contextualização sobre o tema em todas as salas da escola.

Segundo a professora coordenadora Andréia, o protagonismo dos alunos foi tanto, que a escola acabou sendo toda decorada, o que contagiou a todos. “No último dia 31, os alunos e os professores se fantasiaram para participar da festa, tornando um dia alegre e animado para todos”, descreveu.

Após o almoço, foi realizado o concurso de fantasias que culminou com a premiação da dupla de coringas, Leonardo de Souza Oliveira e João Gabriel Soares de Azevedo, do 2ºA e Mayara Alícia Lima Cezareto, do 9ºA, que se destacou como Alice Chapeleira.

Respeito a outras culturas e religiões, educação e diversão caminhando juntas para o sucesso pedagógico dos alunos da escola Carolina Burali.

Veja as fotos:

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas