Professor Nilson Silva
Professor Nilson Silva

O coordenador regional da APEOESP – Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo-, professor Nilson Silva, em nome de outras entidades de trabalhadores, está fazendo um convite aos servidores públicos estaduais, inclusive aposentados, a participarem de uma manifestação contra as medidas anunciadas pelo governador João Dória.

A concentração está sendo convocada para a tarde desta sexta-feira (13), a partir das 15h30, na avenida Doutor Dória, nas proximidades da rotatória São Francisco de Assis, nos altos da avenida Rui Barbosa.

Às 16 horas, em forma de carreata, o protesto percorrerá as ruas da cidade.

“A manifestação é contra as medidas autoritárias impostas pelo governador que prejudicam a vida dos servidores públicos de todo o estado”, explica Nilson Silva.

O manifesto em Assis, convocado pelas entidades APEOESP, AFUSE, APAMPESP e CPP, é uma tentativa de mobilizar os servidores públicos a pressionarem os deputados estaduais a rejeitarem o Projeto de Lei Complementar 26/2021 que, segundo os dirigentes, “arrebenta com a carreira de todo o funcionalismo público estadual”.

Para o professor Nilson Silva, a aprovação do Projeto de Lei representará “um verdadeiro confisco no dinheiro dos servidores públicos”.

Durante o uso da ‘Tribuna Virtual’ na Assembleia Legislativa, em sessão remota na semana passada, o deputado estadual Carlos Giannazi, do PSOL, criticou duramente a proposta enviada pelo Palácio dos Bandeirantes.

O projeto de lei, de acordo com o governador João Dória, “Institui Bonificação por Resultados no âmbito da administração direta e autarquias e altera artigos do Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo”.

Giannazzi considera a proposta como “um projeto de lei nefasto e perverso contra os servidores do Estado de São Paulo” . Ele pede a mobilização dos servidores: “Vamos fazer um grande movimento contra esse projeto”.

Para o parlamentar, a proposta “retira o direito de os funcionários públicos abonarem o limite de seis faltas por ano e atenta contra os direitos dos servidores, entre outros ataques”, acusou.

Outra parlamentar, a deputada estadual e professora Bebel Noronha, do PT, sustenta que a implantação de bonificação por resultados também prejudicará os aposentados e pensionistas.

“Em vez de dar reajustes salariais e repor as perdas inflacionárias, vai trabalhar, de novo, com aquela velha ladainha das bonificações, que não são incorporadas ao salário-base. Quando o servidor se aposenta, tem uma redução drástica do seu salário porque não tem a bonificação incorporada”, atacou a deputada.

*JSOL

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Governo vai instalar 12 mil pontos de internet em escolas públicas

Governo vai instalar 12 mil pontos de internet em escolas públicas.

Bolsa Empreendedor abre inscrições para a 3ª turma na região

Cada bolsa será de R$ 1 mil e paga em duas parcelas de R$500.

Univesp recebe até segunda as inscrições para cursos superiores gratuitos

Vestibular seleciona alunos para as turmas de nove cursos.