Entenda a diferença entre três quesitos no mundo fashion

Moda, Estilo e Tendência: Três coisas que andam juntas, mas são diferentes entre si!

Olá, pessoal!

Fico muito feliz por começar um novo trabalho no AssisNews, falando um pouquinho sobre uma das coisas que eu mais gosto… MODA!

Aqui pretendo repassar um pouco do conhecimento que obtive durante a faculdade. Falarei da Moda de todas as formas possíveis, sua história, suas abordagens, cultura, dicas, enfim, pretendo compartilhar muitas informações com vocês!

Hoje, vou iniciar a matéria, falando sobre três coisas que andam juntas, mas são diferentes entre si: Moda, Estilo e Tendência.

Moda
Segundo Joffily, “Moda é o fenômeno social ou cultural, de caráter mais ou menos coercitivo, que consiste na mudança periódica de estilo, e cuja vitalidade provém da necessidade de conquistar ou manter uma determinada posição social.”

Este conceito pode ser ampliado quando pensamos que moda é também um fenômeno temporal, caracterizado pela constante mudança, quando um lançamento faz com que o estilo anterior seja descartado.

A moda surge no momento histórico em que o homem passa a valorizar-se pela diferenciação dos demais através da aparência, o que podemos traduzir em individualização. Todavia essa diferenciação de uns, visa uma identificação com outros, pois a moda se dá através da cópia do estilo daqueles a quem se admira.

Na era do consumo em massa, podemos concluir que moda são valores materializados nos bens de consumo massificados, e que, à medida que vão sendo consumidos, pautam as relações entre as pessoas a partir das aparências e de um ciclo de obsolescência programada que privilegia aquilo que é novo. Ou seja, moda é um fenômeno social de caráter temporário que descreve a aceitação e disseminação de um padrão ou estilo, pelo mercado consumidor, até a sua massificação e consequente obsolescência como diferenciador social.

Estilo
O estilo é a junção de características de vida de uma pessoa, vai muito além da aparência, reflete sua história, a forma como você vive, as escolhas que você faz, seu ambiente, sua cultura, os livros que você lê,  os lugares que você  frequenta, enfim, reflete sua identidade.

Basear-se no estilo de alguém pode ser interessante e útil quando se está em busca do próprio estilo, significa que você se identificou com aquela pessoa por alguma razão, mas, imitando o estilo alheio, você pode acabar passando uma imagem artificial, de uma pessoa que você não é. Ter estilo é ser fiel a si mesma!

Nas imagens a seguir, mostrarei exemplos de alguns estilos:

Apresentação de alguns estilos (Por Marisa Gomes)
Apresentação de alguns estilos (Por Marisa Gomes)

Tendência
Tendência nada mais é do que previsões e especulações quanto ao uso de determinada cores, tecidos, estilos, estampas, acessórios, aviamentos, etc. Mas, estas previsões não são infundadas ou sem base, elas são produto do ciclo da moda. São os resultados do ritmo contínuo deste mercado e reflexo do interesse social no mesmo.

As tendências são obtidas através de pesquisa de consumo, análise de valores sociais, de desejos particulares dos consumidores, de criações inovadores de estilistas, de releituras de quadros históricos, entre outros. Podem consagrar e focar uma infinidade de coisas: costumes e valores, consagração de ídolos e ícones, costumes étnicos, personagens, personalidades, cores e formas determinadas pelo sentido.

O objetivo do emprego de determinadas cores, texturas e formas nas roupas, levado por uma tendência, é impressionar os sentidos e educá-los a sentir as emoções impressas pelo conjunto. Daí o emprego de verdes ao falar de natureza, rosas ao exaltar carinho, fetiches aos vermelhos, etc. Estes são os recursos da moda para enfatizar o foco da tendência.

Em geral, a moda brasileira sofre influência dos países europeus e dos Estados Unidos, devido a antecipação  de uma estação em relação a nossa. Ou seja, a coleção primavera /verão que está sendo comercializada la fora, serve de influência, referência e modelo para as criações da nossa próxima coleção primavera/verão. Como a moda brasileira passa por transformações atualmente (com uma maior valorização da criatividade e originalidade do produto nacional), uma fatia do mercado já se desprende deste compromisso com o legado internacional.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA