Primeira marca brasileira de calcinha que substitui absorvente chega ao mercado

Produto ficou conhecido depois de Bela Gil declarar que usa. A Pantys foi lançada em agosto e oferece quatro tipos diferentes de modelos de calcinhas.

Primeira marca brasileira de calcinha absorvente chega ao mercado (Foto: PANTYS/DIVULGAÇÃO)

A chef Bela Gil causou polêmica ano passado ao dizer que não usa absorvente. Para conter o fluxo mensal, a apresentadora explicou que prefere as calcinhas para menstruação. Uma peça que segura o sangue, sem a necessidade de usar qualquer item farmacêutico.

Na época, começou a discussão sobre o que eram essas peças e se elas funcionavam mesmo. A dúvida surgiu entre as brasileiras porque não existia uma marca nacional que vendesse o produto. Mas este mês, uma empresa brasileira resolveu lançar a sua versão.

As calcinhas devem ser usadas de 6 a 10 horas, nos dias de fluxo intenso (Foto: Reprodução)

O produto é feito de tecido à prova d’água e antibacteriano que absorve a menstruação. Para lavar, a marca garante que o processo é igual a qualquer outra peça de roupa, mas recomenda que antes a calcinha seja enxaguada na água fria. A promessa da marca é que as Pantys aguentam o mesmo que três absorventes externos.

A calcinha de menstruação oferece vários benefícios: mais conforto às mulheres, menos poluição ambiental (formas alternativas poupam em média 500 absorventes por ano, de acordo com a marca) e algumas funcionam melhor do que o coletor para fluxos mais intensos.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA