DER confirma recuperação do acesso da Miguel Jubran à Vila Prudenciana, em Assis

Outra reivindicação foi para construção do anel viário entre Assis e Cândido Mota, ligando a rodovia Raposo Tavares à SP-333.

(Da esquerda pra direita) O Deputado Mauro Bragato, o superintendente do DER Clodoaldo Pelissioni, atual vereador e prefeito eleito de Assis, Ricardo Pinheiro (PSDB) e Oscar Gozzi (Foto: Divulgação)

Na próxima semana será publicado edital de licitação para os trabalhos de recuperação e modernização de 3,4 quilômetros, com investimentos estimados em R$ 4 milhões, do acesso da Rodovia Miguel Jubran (SP-333) a Assis, pela Vila Prudenciana. A confirmação dessa melhoria é resultado da reivindicação feita pelo atual vereador e prefeito eleito de Assis, Ricardo Pinheiro (PSDB) ao superintendente do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), Clodoaldo Pelissioni, nesta quarta-feira, 24/10. Pinheiro, acompanhado do deputado Mauro Bragato, que também reivindica melhorias nas rodovias da região de Assis, esteve no órgão para cobrar essas obras e apresentar outras reivindicações.

Ricardo Pinheiro solicitou, com apoio do deputado Bragato, que, além da duplicação já prevista de 7 quilômetros na Miguel Jubran, no trecho inicial entre Assis e Tarumã, sejam construídas também vias marginais à SP. Clodoaldo afirmou que, com auxílio da prefeitura, não haverá problema para execução do trabalho. Outra reivindicação foi para construção do anel viário entre Assis e Cândido Mota, ligando a rodovia Raposo Tavares à SP-333. Foi pedida ainda a reforma do Terminal Rodoviário de Assis e a regularização, com marginal ou rotatória, do acesso ao distrito industrial da cidade. O superintendente disse que o órgão fará projetos para estudar a viabilidade de atendimento.

Reunião entre Deputado Mauro Bragato, o superintendente do DER Clodoaldo Pelissioni, atual vereador e prefeito eleito de Assis, Ricardo Pinheiro (PSDB) e Oscar Gozzi (Foto: Divulgação)

Quanto às obras na rodovia Miguel Jubran, o DER diz que faltam alguns procedimentos, como a liberação de licença prévia ambiental, para dar inicío ao processo licitatório. Aqui serão realizados sete quilômetros de duplicação e restaurados e recapeados 40 quilômetros até Florínea, divisa com o Paraná, com investimentos previstos da ordem de R$ 133 milhões. A obra deverá ser financiada pela CAF (Corporação Andina de Fomento). A previsão é que até o fim do ano comece o processo. O chefe de gabinete do deputado Mauro Bragato, Oscar Gozzi, também participou da reunião.

#MAIS LIDAS DA SEMANA