Situação enfrentada pelos moradores no terreno localizado atrás da escola Mafalda na Vila Progresso (Foto: Marlon Fernandes)

Apesar de ter aumentado o numero de casos positivos de Dengue em Assis, não esta havendo a devida preocupação com a doença que pode levar a morte.

Além do lixo, várias roupas, sacos e plásticos jogados no ecoponto no Tênis Clube (Foto: AssisNews)

Em vários pontos na cidade é possível encontrar objetos que podem acumular água, e consequentemente a proliferação da dengue.
No ecoponto localizados na Vila Tênis Clube, que deveria ser um local somente para descarte de restos de entulhos e galhos virou um verdadeiro “lixão” em plena cidade, com roupas velhas, plásticos entre outros objetos que servem como verdadeiros criadouros de dengue.

Outro local que esta abandonado, cheio de buracos e servindo como criadouro do mosquito é um terreno localizado atrás da escola Mafalda na Vila Progresso.

Vários pais que vão até a escola, seja para levar seu filho, ou pegar o leite, estão correndo o risco de serem contaminados pela doença. Além do mosquito, um morador conta ter visto um escorpião no local.

Porém, além do cuidado devido da prefeitura é necessário que todos os moradores da cidade se conscientizem  não jogando lixo no local, uma vez que estará ajudando a combater o mosquito e evitar uma epidemia em nossa cidade.

Situação enfrentada pelos moradores no terreno localizado atrás da escola Mafalda na Vila Progresso (Foto: Marlon Fernandes)
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Diocese afasta padres investigados por abusos sexuais

Os abusos teriam ocorridos entre anos de 2002 e 2003.

Alunos protestam contra supostas irregularidades em fundação alvo de CPI em Assis

A Fema é responsável pela gestão da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Assis.