Funcionários da limpeza de escolas podem ‘cruzar braços’ em Assis

Eles pertecem a uma empresa que presta serviço à prefeitura.
Salário de janeiro não foi depositado na conta dos trabalhadores.

Escolas públicas de Assis, poderão ficar sem o serviço de limpeza contratado pela prefeitura. O grupo de funcionários que presta o serviço protesta contra o não pagamento do salário de janeiro. Na manhã desta segunda-feira (18), eles fizeram uma paralisação.
Pelo menos 30 empregados da empresa terceirizada para fazer a limpeza em escolas municipais estiveram na prefeitura com faixas e narizes de palhaço.

Funcionária usou nariz de palhaço no protesto
(Foto: Reprodução TV TEM)

Eles reclamaram que não receberam pelo primeiro mês trabalhado no ano. Com a manifestação, o grupo conseguiu se reunir com o prefeito Ricardo Pinheiro Santana e discutir a questão. O chefe do Executivo alegou que a empresa emitiu a ordem de pagamento com data errada e que está providenciando a correção.

Um prazo foi estipulado até a próxima sexta-feira para solucionar o problema. O prefeito também pediu aos funcionários que voltem ao trabalho.

Já os trabalhadores aguardavam uma posição da empresa, mas não descartaram a possibilidade de suspender as atividades em oito escolas se a resposta não foi comunicada até nesta terça-feira (19).

Trabalhadores protestam em frente à prefeitura (Foto: Reprodução TV TEM)

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA