NovAmérica é certificada pela Fundação Abrinq

A empresa recebe certificado pelas contribuições com ações como erradicação do trabalho infantil, educação entre outros

A NovAmérica Agrícola recebeu uma certificação da Fundação ABrinq pela sua contribuição durante o ano de 2012 com as ações desenvolvidas pela Associação.

A NovAmérica Agrícola recebeu neste ano o certificado da Fundação Abrinq reconhecendo o compromisso da empresa em ter colaborado com iniciativas que visam a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes durante o ano de 2012.

Esta é a segunda vez que a empresa recebe congratulações da Associação. Em2010, aAbrinq concedeu à NovAmérica o certificado de “Empresa Amiga da Criança”, devido à grande atuação junto a projetos sociais nas regiões onde atua e em causas nacionais.

“É uma honra sermos reconhecidos por uma instituição tão séria como a Abrinq. Isso dá credibilidade à postura adotada pela NovAmérica que é a de contribuir para que os direitos de todas as pessoas sejam respeitados, principalmente aqueles que merecem uma proteção maior, como crianças e adolescentes”, afirmou Marcelo Avanzi, gerente Administrativo e de Recursos Humanos.

A contribuição dada pela NovAmérica é destinada a ações como erradicação do trabalho infantil, educação, apoio social a crianças e adolescentes, saúde e cumprimento dos direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. “Nossas ações sociais tem como um dos princípios colaborar com o desenvolvimento da sociedade, por isso a nossa empresa sempre se mantem firme nas causas com este caráter”, explicou Jaqueline Bueno, supervisora de Comunicação.

Além de ações externas, as Empresas NovAmérica desenvolvem programas internos que atendem familiares dos colaboradores e a comunidade. Um exemplo é o Programa Aprendiz destinado a jovens com idade entre 14 e 24 anos. “Por este programa, temos a oportunidade de incluí-los no mercado de trabalho, através da formação técnica profissional e do estímulo ao desenvolvimento dos valores éticos e da prática da cidadania. Ao final, retemos grande parte desses aprendizes em nosso quadro fixo de colaboradores”, garantiu Karina Souza, supervisora de Recursos Humanos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA