Assis oferece alimentação de qualidade para os estudantes da rede escolar

Através da Cozinha Piloto cerca de 27 mil refeições são distribuídas diariamente

Funcionários da Cozinha piloto preparam refeições para 20 mil crianças dariamente (Foto: Assessoria)

No início do mês de março o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou um pacote de investimentos para os municípios paulistas, entre repasses, convênios e parcerias, e a cidade de Assis foi um dos municípios contemplados. Dentre os repasses está o aumento do valor para a merenda escolar, que passou de R$ 0,25 por aluno para R$ 0,50. E em escolas de tempo integral, foi reajustado de R$ 0,36 para R$ 2,00 por aluno.

A Divisão de Alimentação Escolar de Assis, popularmente conhecida como Cozinha Piloto, é um órgão municipal que distribui as merendas escolares a todas as escolas estaduais e municipais da cidade. Com um grupo de funcionários composto por 60 pessoas, a Cozinha Piloto de Assis é referencia na qualidade da alimentação servida para as crianças e jovens da rede escolar.

Dividida em diversos setores, dentro de sua estrutura, como cozinha, seção de bebidas, almoxarifado, transporte, administração, dentre outros, a Divisão de Alimentação Escolar distribui aproximadamente 25 mil refeições por dia, e contempla cerca de 20 mil crianças da rede municipal e estadual de educação.

São oferecidos dois tipos de serviços, classificados como Centralizados e Descentralizados, diferenciados pela maneira como são distribuídas as merendas nas escolas:

Centralizados
As unidades escolares recebem as refeições prontas, produzidas pela Cozinha Piloto.

Descentralizados
As escolas em período integral e creches municipais recebem o alimento da cozinha piloto e produzem suas próprias refeições, na unidade escolar.

As merendas escolares distribuídas seguem a cartilha do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do Governo Federal, que tem como objetivo atender às necessidades nutricionais dos alunos durante sua permanência em sala de aula, contribuindo para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem e o rendimento escolar dos estudantes, assim como a formação de hábitos alimentares saudáveis.

 PRINCÍPIOS DO PNAE:

  1.       I.        o direito humano à alimentação adequada, visando garantir a segurança alimentar e nutricional dos alunos;
  2.      II.        a universalidade do atendimento da alimentação escolar gratuita, a qual consiste na atenção aos alunos matriculados na rede pública de educação básica;
  3.     III.        a eqüidade, que compreende o direito constitucional à alimentação escolar, com vistas à garantia do acesso ao alimento de forma igualitária;
  4.     IV.        a sustentabilidade e a continuidade, que visam ao acesso regular e permanente à alimentação saudável e adequada;
  5.      V.        o respeito aos hábitos alimentares, considerados como tais, as práticas tradicionais que fazem parte da cultura e da preferência alimentar local saudáveis;
  6.     VI.        o compartilhamento da responsabilidade pela oferta da alimentação escolar e das ações de educação alimentar e nutricional entre os entes federados, conforme disposto no art. 208 da Constituição Federal; e
  1. a participação da comunidade no controle social, no acompanhamento das ações realizadas pelos Estados, Distrito Federal e Municípios para garantir a execução do Programa.

 

Eduardo Nicolosi, coordenador da Cozinha Piloto (Foto: Assessoria)

O cardápio diário de refeições é organizado pelo Nutricionista Responsável, Eduardo Pimentel Nicolosi, que procura oferecer aos alunos uma alimentação que os agrade, além de ser saudável e nutritiva.

“Procuramos oferecer um cardápio variado, sempre mantendo a atenção à saúde das crianças e jovens, e respeitando os hábitos alimentares local” ressalta Nicolosi.

Para comprovar a qualidade dos alimentos oferecidos pela Cozinha Piloto, o Procurador da República, Leonardo Augusto Guelfi, esteve em Assis e avaliou os cardápios oferecidos. O Procurador visitou as escolas de período integral, além de creches e outras unidades escolares, e inspecionou a qualidade dos alimentos, assim como seus valores nutricionais e a variedade do cardápio, e ficou satisfeito com o que encontrou, ressaltando a atenção à qualidade da alimentação dos estudantes.

Além das alimentações naturais, a Cozinha Piloto oferece um cardápio diferenciado para crianças com necessidades nutricionais especiais, como rejeição à lactose, diabetes, e diferentes imprevistos que fazem com que a criança tenha uma alimentação distinta dos outros alunos.

“Temos na rede escolar aproximadamente 50 crianças com necessidades nutricionais especiais, que devem ter uma alimentação diferente das outras, assim, disponibilizamos uma equipe de profissionais apenas para produzir essa alimentação especial. É um cuidado importante que a cozinha piloto adota para garantir a qualidade de alimentação a todos os alunos”, esclarece o nutricionista.

A Emeif Mafalda Salotti Bartholomei, escola de tempo integral situada na Vila Progresso, recebe diariamente a merenda, e oferece a cerca de 300 crianças uma alimentação balanceada e nutritiva, divididas entre café da manhã, almoço e café da tarde, além de jantar para as crianças da creche.

“A merenda oferecida é excelente, os alunos recebem uma alimentação de alta qualidade, as refeições são balanceadas e nutritivas em um cardápio diferenciado, contendo também frutas, sucos de soja, e cereais nutritivos que auxiliam os alunos no seu crescimento” diz a Diretora da Escola, Helena Aguiari Martelli.

Alimentação escolar de qualidade é um instrumento fundamental para a recuperação de hábitos alimentares saudáveis e, sobretudo, para a promoção da segurança alimentar das crianças e jovens assisenses.

#MAIS LIDAS DA SEMANA