Equipe do CREAS orienta população a não dar esmolas a pedintes

A equipe se reúne toda semana para discutir ações voltadas à reintegração desses moradores de rua em suas residências

Equipe de trabalho de reúne semanalmente para discutir ações voltadas aos moradores de rua (Foto: Assessoria)

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), de Assis, é uma unidade pública que presta serviços especializados a pessoas com seus direitos violados, com foco na reintegração do individuo na sociedade para que ele possa enfrentar com autonomia as revezes da vida pessoal.

Um dos principais trabalhos realizados pelo CREAS é voltado às pessoas que estão em situação de rua na cidade, ou seja, pessoas que, por algum problema em sua vida pessoal ou social, fazem das ruas e praças públicas a sua morada.

Uma equipe técnica especializada, formada por assistentes sociais, psicólogos, representantes de comunidades, e outros profissionais voluntários, trabalham diariamente para garantir o atendimento e encaminhamento dos mendigos para os serviços sociais. A equipe se reúne toda semana para discutir ações voltadas à reintegração desses moradores de rua em suas residências.

Porém, a ajuda necessária para que essas atitudes tenham êxito vêm da população assisense. A orientação da equipe de trabalho do CREAS é de que a população não dê dinheiro ao pedinte, pois não se sabe o destino que ele vai dar a essa esmola, mas se deve orientá-lo a procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), mais próximo de onde está. A população também não deve dar alimentos diretamente a essa pessoa, mas pode ajudar doando ao Banco de Alimentos, que organizará a distribuição.

Àqueles que pedem dinheiro dizendo que irá comprar passagem, deve ser orientado a procurar o UAM (Unidade de Atendimento ao Imigrante), localizado no Terminal Rodoviário de Assis. Esse serviço tem o objetivo de encaminhar a pessoa de volta à sua cidade de origem.

A sociedade deve colaborar com a Prefeitura de Assis, não doar esmolas e comidas é uma maneira de fazer com que essas pessoas não se acomodem nas ruas e procurem ajuda ou voltem para suas residências. Mais informações sobre o CREAS podem ser adquiridas pelo telefone 3321 6465.

#MAIS LIDAS DA SEMANA