Santuário da Fé, Paróquia Nossa Senhora de Fátima, terá Confissão Comunitária, nesta sexta

A Igreja orienta ao menos duas confissões anuais: uma por ocasião da Páscoa outra no Natal.

Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Foto: Marcelo José De Oliveira)

Visando preparar seus fiéis para bem celebrar a Ressurreição de Cristo – Páscoa – a Igreja Católica propicia nas suas comunidades o Sacramento da Confissão.

Nesta sexta, 15, o Santuário da Fé, Paróquia  Nossa Senhora de Fátima, Prudenciana, Assis, SP, a partir das 20 horas estará acolhendo os interessados em receber o Sacramento da Reconciliação (Confissão).

A Confissão é uma oportunidade de reconciliação com Deus. A Igreja orienta ao menos duas confissões anuais: uma por ocasião da Páscoa outra no Natal.

No clima da 4ª semana da quaresma e inspirado pelo Evangelho da liturgia de domingo, dia 10, em que refletimos o amor do Pai Misericordioso e o Filho Pródigo (Jo 4, 43-54) somos convocados para fazer um profundo exame de consciência e propósito de mudança através do Sacramento da Confissão fonte inesgotável bênçãos e Misericórdia Divina.

Segundo o Catecismo da Igreja Católica o Sacramento da Confissão foi instituída por Cristo, sendo fonte de graças. “Cristo instituiu o sacramento da Penitência para todos os membros pecadores da sua Igreja, antes de mais para aqueles que, depois do Batismo, caíram em pecado grave e assim perderam a graça batismal e feriram a comunhão eclesial. É a eles que o sacramento da Penitência oferece uma nova possibilidade de se converterem e de reencontrarem a graça da justificação. Os Padres da Igreja apresentam este sacramento como “a segunda tábua (de salvação), depois do naufrágio que é a perda da graça””. (1446). O Cânon do Direito Canônico orienta. “A confissão individual e íntegra e a absolvição constituem o único modo ordinário com o qual o fiel, consciente de pecado grave, se reconcilia com Deus e com a Igreja; somente a impossibilidade física ou moral escusa tal confissão; neste caso, pode haver a reconciliação também por outros modos”.

#MAIS LIDAS DA SEMANA