Aluno é condenado a pagar R$ 20 mil no caso “Rodeio das Gordas”

O estudante da Unesp de Assis é acusado de criar página na internet. Outros dois estudantes de Araraquara terão que doar 20 salários mínimos.

Página que foi criada no Orkut e ofendia as alunas que estavam acima do peso (Foto: Reprodução/Orkut)

O Ministério Público (MP) condenou um dos estudantes envolvidos no episódio do “Rodeio das Gordas”, realizado durante o InterUnesp de 2010, a pagar indenização de 30 salários mínimos, ou R$ 20,3 mil, por danos morais coletivo.

O dinheiro será recolhido ao Fundo Estadual de Reparação dos Interesses Difusos Lesados, ligado à Promotoria de Justiça. Em 2011, o estudante da Unesp de Assis se negou a fazer acordo com o MP e foi processado. A ação civil pública tramitou na 2ª Vara Cível de Araraquara.

Já outros dois alunos que também ajudaram a criar a comunidade virtual ofensiva firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público de São Paulo e vão pagar 20 salários mínimos, ou algo próximo de R$ 13.500. Os valores serão encaminhados a três instituições filantrópicas.

O “Rodeio das Gordas” foi realizado durante os dias 9 e 12 de outubro no InterUnesp 2010, em Araraquara, que reuniu 15 mil estudantes da Unesp. Os envolvidos identificados pelo MP eram alunos do campus Assis e organizaram, discutiam e criaram a página com o nome “Rodeio das Gordas” no Orkut.

A competição se dava entre rapazes agarrando colegas obesas pelo maior tempo possível durante os jogos universitários.

Após encerramento, os estudantes criaram regras para o jogo, como estipular o tempo máximo de permanência sobre as garotas para as próximas edições do “rodeio”, bem como a premiação para os que fossem os melhores “montadores de gordas”.

#MAIS LIDAS DA SEMANA