Fique conectado

Cidade

Feira Nacional de Empreendedorismo será realizada em Assis

A FNE é uma etapa importante de aprendizado para os alunos do curso de Assistente Administrativo Completo

Publicado em

130

A Feira Nacional de Empreendedorismo acontece dia 18 em Assis

Dia 18 de maio, das 10h às 16h, o CEBRAC Assis realizará a etapa local da Feira Nacional de Empreendedorismo (FNE) na ACIA – Associação Comercial e Industrial de Assis, na Avenida Antonio Zuardi, 970, em frente ao parque Buração.

A FNE é uma etapa importante de aprendizado para os alunos do curso de ADM – Assistente Administrativo Completo – porque desenvolve de forma prática habilidades e aptidões aprendidas em sala de aula como liderança, trabalho em equipe, tomada de decisão, pró-atividade, espírito empreendedor, entre outras.

Os alunos do curso vão expor, em pequenos grupos, seus trabalhos para um público variado em estandes criativos, com características de cada empresa e criados por eles próprios.

As empresas geridas pelos alunos durante o curso atuam em cinco segmentos de mercado: agência de turismo para a terceira idade; loja virtual de presentes de casamento; empresas de mini-hortas para apartamentos e pequenos espaços; lanchonete de lanches rápidos e saudáveis e loja de lâmpadas ecológicas.

Além da exposição das empresas criadas pelos alunos, o evento contará com a divulgação de vagas de empregos e estará recebendo currículos, sendo uma ótima oportunidade para que esta desempregado ou em busca de uma nova oportunidade de emprego, juntamente com atividades para crianças e sorteio de muitos brindes.

Etapa Nacional
O projeto vencedor de cada unidade ganhará um troféu e estará apto para participar da etapa nacional da Feira que ocorrerá no dia 09 de agosto, na sede do CEBRAC, em Londrina (PR). Na etapa nacional os alunos apresentarão suas empresas e o melhor projeto será contemplado com R$ 2.500,00. O instrutor eleito pelo líder do grupo receberá R$ 1.500,00 e a unidade CEBRAC da equipe vencedora receberá, na Convenção Anual, um Tablet. O segundo colocado recebe R$ 750,00.

Publicidade

Cidade

Padre Vicente é afastado depois de abençoar união homoafetiva

Diocese de Assis (SP) divulgou um documento informando a decisão nesta quinta-feira (12); casamento entre dois homens foi celebrado no último sábado (7).

Publicado em

Do G1
Padre é afastado depois de abençoar união homoafetiva em Assis — Foto: Reprodução/G1
Padre é afastado depois de abençoar união homoafetiva em Assis — Foto: Reprodução/G1

O padre Vicente Paula Gomes foi afastado de suas funções na igreja católica, nesta quinta-feira (12), depois de abençoar um casamento entre dois homens, no último sábado (7), em uma chácara de Assis (SP).

Segundo o documento divulgado pela Diocese, o decreto de medida cautelar foi baseado no Código Canônico e considera “acusações graves” implicando o cânone. O registro foi assinado pelo Dom Argemiro de Azevedo, bispo diocesano de Assis.

Diocese de Assis divulgou um documento comunicando o afastamento do padre nesta quinta-feira (12) — Foto: Diocese de Assis/Reprodução

Diocese de Assis divulgou um documento comunicando o afastamento do padre nesta quinta-feira (12) — Foto: Diocese de Assis/Reprodução

Durante a cerimônia, o padre defendeu o direito do casal ser considerado uma família e abençoou a união entre os dois homens.

“Achamos que lar basta ter um homem e uma mulher. Família não é só isso. Nuclear uma família significa criar condições para uma vida digna. Por isso, é com alegria que estou aqui”, disse o padre durante a cerimônia.

O padre também admitiu que estava nervoso em celebrar o casamento, já que era a primeira vez que ele dava a bênção para um casal homoafetivo.

“Já estou até pensando no que o Dom Argemiro vai falar segunda-feira, mas a bênção não me diminui, nem vai diminuir a igreja, nem vocês”, garantiu o padre.

O documento da Diocese diz que o padre ficará suspenso até o fim dos procedimentos que avaliam a postura dele dentro dos preceitos da igreja. O G1 tentou entrar em contato com a padre Vicente Paula Gomes, mas não obteve retorno.

Outro caso na região

Na região de Bauru (SP), outro padre também foi punido por defender a união entre homossexuais — Foto: Arquivo Pessoal / Fábio Fornaroli

Na região de Bauru (SP), outro padre também foi punido por defender a união entre homossexuais — Foto: Arquivo Pessoal / Fábio Fornaroli

Na região de Bauru (SP), outro padre também foi punido por defender a união entre homossexuais. O Padre Roberto Francisco Daniel, conhecido como Padre Beto, foi excomungado pela Diocese em 2013, depois da divulgação de vídeos na internet nos quais o padre defendia temas polêmicos, como a união entre homossexuais, fidelidade e necessidade de mudanças na estrutura da instituição.

Em 2018, o caso do Padre Beto foi para análise do Supremo Tribunal Federal, que questionou a forma como foi excomungado pela Igreja Católica. Atualmente, o padre fundou uma igreja própria, onde continua celebrando casamentos homoafetivos.

Continue lendo

Cidade

Pelo quinto ano seguido, Assis fica fora da rota da Caravana da Coca-Cola

Cidade recebeu pela última vez a caravana em 2014.

Publicado em

Do AssisNews
Pelo quarto ano seguido, Assis fica fora da rota da Caravana da Coca-Cola
Pelo quinto ano seguido, Assis fica fora da rota da Caravana da Coca-Cola

Todos os anos, as Caravanas Iluminadas da Coca-Cola circulam pelo Brasil espalhando a magia do Natal.

Mas essa ‘magia’, pelo quinto ano consecutivo, não contagiará os assisenses, já que Assis (SP) ficou mais uma vez fora da rota da caravana.

O último ano em que a caravana iluminada junto ao Papai Noel circulou pela cidade foi em 14 de dezembro de 2014, quando durante o trajeto, o ‘bom velhinho’ saiu distribuindo balas e diversos papéis de carta para as crianças escreverem seus pedidos de natal. (Assista abaixo)

Outras cidades da região também ficaram de fora, como Cândido Mota, Palmital, Ourinhos, Santa Cruz do Rio Pardo e outras.

‘Caravana mais próxima’

Segundo a assessoria da empresa, a cidade mais próxima de Assis em que a caravana irá passar é Marília, no dia 22 de dezembro.

Continue lendo

Cidade

Novo frigorífico da Frimesa não será em Assis (SP) e sim em Assis Chateaubriand

Notícia sobre o empreendimento viralizou nesta terça-feira (03).

Publicado em

Do AssisNews
A Frimesa está construindo o maior frigorífico da América Latina, e vai gerar 5 mil empregos diretos e até 15 mil indiretos (Foto: Reprodução/Novo Oeste)
A Frimesa está construindo o maior frigorífico da América Latina, e vai gerar 5 mil empregos diretos e até 15 mil indiretos (Foto: Reprodução/Novo Oeste)

Uma notícia de uma possível vinda de uma unidade do frigorífico Frimesa em Assis (SP) viralizou entre os assisenses nesta terça-feira (03).

No entanto, a instalação da empresa, não será em Assis (SP) e sim em Assis Chateaubriand, no Paraná e irá gerar pelo menos 5 mil vagas de emprego que serão abertas em 2020.

A coordenação do Departamento do Trabalho e Estimulo à Geração de Emprego e Renda da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, está alinhando com a diretoria de Recursos Humanos da indústria de alimentos Frimesa o recrutamento e a captação das 5 mil vagas de emprego que serão abertas em 2020 com a instalação de novas unidades frigoríficas no município de Assis Chateaubriand, Oeste paranaense.

“Estamos ajustando com empresas e representantes das Agências do Trabalhador a distribuição das vagas nas Agências do Trabalhador de Assis Chateaubriand e da região para o segundo semestre do próximo ano”, disse o chefe do Departamento do Trabalho, Eder Colaço.

Neste ano, a Secretaria colocou em prática um formato proativo de captação de vagas a serem intermediadas pelas Agências do Trabalhador de todo o Estado.

Os técnicos do Departamento Estadual do Trabalho já se reuniram, desde o início da gestão, com diversas empresas e em vários municípios com o objetivo de aumentar a oferta de vagas de empregos. “Estamos indo até as empresas e firmando novas parcerias e colocamos as Agências do Trabalhador à disposição para intermediar a seleção de pessoal, para gerar mais emprego e renda ao nosso Estado”, disse o secretário Ney Leprevost.

Como resultado desse trabalho, o Paraná liderou em outubro o ranking nacional de vagas ofertadas nas Agências do Trabalhador em relação ao número de inscritos em busca de emprego.

Segundo dados da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério da Economia, 15 mil vagas foram oferecidas em todo o Estado para aproximadamente 12,8 mil trabalhadores inscritos – ou seja, foi o único estado brasileiro com mais vagas abertas do que o número de trabalhadores buscando colocação no período.

Com informações do Novo Oeste.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas