Alunos de Química da Fema conhecem Hidrelétrica de Itaipu

A Hidrelétrica de Itaipu é uma usina binacional localizada no Rio Paraná, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

Alunos de graduação em Química e pós-graduação em Química Ambiental da Fema visitaram a Hidrelétrica de Itaipu.

No último dia 09, alunos do curso de Química e de pós-graduação em Química Ambiental da Fundação Educacional do Município de Assis – Fema estiveram em Foz do Iguaçu para realizar uma visita técnica a Hidrelétrica de Itaipu.

Participaram da visita 42 alunos da Fema e segundo a coordenadora do curso de Química Profª Ms Gilcelene Bruzon alunos de graduação e pós –graduação puderam fazer uma visita panorâmica e também técnica na Usina. “Fizemos uma visita panorâmica, onde percebemos a grandeza da estrutura da Usina e pudemos também conhecer o interior dela”. Segundo ela, ao conhecer o funcionamento da usina os alunos entenderam que a água, com a ajuda da gravidade, movimenta algumas turbinas promovendo uma energia eletroestática e gerando energia elétrica e corrente elétrica. “Uma Engenheira ainda explicou como é realizada a transmissão da energia gerada para o Brasil todo e também sobre o aspecto binacional da Hidrelétrica, onde metade dos funcionários, metade da energia gerada fica entre os países Brasil e Paraguai”.

A Hidrelétrica de Itaipu é uma usina binacional localizada no Rio Paraná, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. Construída por ambos os países no período de 1975 a 1982. Itaipu é, hoje, a maior usina geradora de energia do mundo.

Segundo a Coordenadora a visita foi extremamente importante para os alunos de pós-graduação em Química Ambiental da Fema, já que a energia gerada em hidrelétricas é considerada uma energia limpa, demonstrando esta possibilidade de preservação do meio ambiente. “Nesta visita os alunos perceberam que, para construir uma usina como esta são necessárias muitas ações ambientais e isso é muito importante para aqueles que estão se especializando em Química Ambiental”. Gilcelene ainda explicou que para os alunos de graduação a visita técnica à Itaipu também foi importante, pois mostrou um aspecto ambiental da profissão e também para que eles verificassem a importância da água, tanto para nós seres humanos e que somos compostos de agua, como para a geração de energia, que move praticamente tudo no mundo atual”. Outro aspecto importante segundo a Coordenadora e que foi aprendido pelos alunos durante a visita foi o conhecimento sobre as outras alternativas de geração de energia e as possibilidades de aproveitamento do meio ambiente na geração de energia.

A Itaipu é a maior usina de geração de energia elétrica do mundo e, com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, em 2012 foi responsável pelo abastecimento de 17,3% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 72,5% do Paraguai. Neste ano, a geração somada passa de 33.550.328 de MWh, maior que o acumulado no mesmo período de 2012 (32.785.281). Para saber mais sobre a Hidrelétrica de Itaipu acesse www.itaipu.gov.br.

A Fema oferece o curso de licenciatura em Química e Bacharelado em Química Industrial. O licenciado pode atuar no ensino médio. O bacharel está apto a trabalhar em indústrias químicas, de alimentos, petroquímica e de derivados, entre outras, exercendo funções como: Químico Industrial, Químico Analista, Químico Ambiental, supervisor ou gerente de controle de qualidade e pesquisador para o desenvolvimento de novos produtos e processos de fabricação. A Fundação também oferece o curso de pós-graduação em Química Ambiental. Para saber mais sobre os cursos da Fema acesse fema.edu.br.

#MAIS LIDAS DA SEMANA