Greve dos bancários ganha força no segundo dia

Os bancários estão paralisados por tempo indeterminado em virtude do impasse nas negociações com a Fenaban.

Os bancários estão paralisados por tempo indeterminado em virtude do impasse nas negociações com a Fenaban

Quarenta e três agências bancárias de Assis e região permaneceram fechadas no segundo dia de greve, sexta-feira. Os bancários estão paralisados por tempo indeterminado em virtude do impasse nas negociações com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). A decisão foi firmada na noite de quarta-feira, durante a assembléia de organização da greve.

Membros do Sindicato dos Bancários de Assis percorreram, nesse segundo dia de greve, todas as agências que pertencem a sua base territorial, incluindo 15 municípios da região e continuam a mobilizar a classe trabalhadora e conscientizar a sociedade. O atendimento está limitado à área dos caixas eletrônicos.

De acordo com o presidente do Sindicato, Hélio Paiva Matos, a greve é o último recurso para reivindicar os direitos dos trabalhadores e a paralisação não tem previsão para terminar. “Vai depender da proposta que a Fenaban fizer a Executiva Nacional dos Bancários. Os banqueiros só estão preocupados com os lucros, enquanto isso, os bancários adoecem cada vez mais por não agüentarem mais tanta pressão e assédio moral”.

A expectativa é de que o movimento continue ganhando força nos próximos dias. “Além de Assis, estamos realizando um trabalho de articulação nas agências de toda região, que fazem parte da nossa base”, finaliza.

#MAIS LIDAS DA SEMANA