Justiça nega pedido de liminar contra encaminhamento de greve pelo Sindicato

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Helio Paiva Matos, a decisão judicial reflete a legitimidade do movimento grevista.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Helio Paiva Matos, a decisão judicial reflete a legitimidade do movimento grevista.

Na tarde desta quarta-feira (25) a Justiça negou pedido de liminar dos bancos Santander e Itaú contra o encaminhamento de greve pelo Sindicato dos Bancários de Assis e região. Mais uma medida autoritária dos bancos em aversão ao movimento grevista dos bancários que tem total fundamento legal e constitucional.

Mesmo a greve sendo, por direito, um instrumento de luta da classe trabalhadora em busca de melhores condições de trabalho e qualidade de vida, os bancos ainda insistem em derrubar através da justiça um movimento legítimo como este que, em seu oitavo dia, está mais forte, com a adesão de mais agências na região que pertence à base territorial do Sindicato.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários, Helio Paiva Matos, a decisão judicial reflete a legitimidade do movimento grevista. “Isso demonstra que a greve continua sendo uma maneira de lutar pelos direitos e reivindicações em prol do trabalhador bancário que tanto é penalizado pelos banqueiros que estão cada vez mais bilionários”, ressalta.

Ainda sem posicionamento da Fenaban sobre uma nova proposta, o Comando Nacional deve avaliar o movimento nesta quinta-feira para dar encaminhamento à paralisação. “Continuaremos mobilizando os bancários e a sociedade para nossa luta, enquanto não recebermos uma posição dos banqueiros em relação a nossa campanha salarial”, finaliza Matos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA