Professor Doutor e aluna de Informática da Fema participam de evento científico da USP

A aluna de Ciência da Computação da Fema apresentou o trabalho “Proposta de Mineração de Dados na base de dados do Sistema Redeca” durante o SIICUSP em São Carlos.

Aluna Gleice e seu orientador Prof. Dr. Almir estiveram em São Carlos no 21º SIICUSP

Os cursos de Informática da Fundação Educacional do Município de Assis – Fema tem promovido diversos trabalhos científicos, seja nos Programa de Iniciação Científica oportunizados na instituição ou dentre os trabalhos de conclusão de curso.

A eficiência, e competência, dos trabalhos desenvolvidos na Fundação tem elevado à contribuição da Fema no desenvolvimento de pesquisas e divulgado a excelência de ensino nos diversos eventos acadêmicos e científicos onde estes trabalhos são apresentados. Um grande exemplo disto foi a recente apresentação do trabalho de conclusão de curso aluna Gleice, do 4º ano de Ciência da Computação da Fema e seu orientador o Prof. Dr. Almir Rogério Camolesi, durante o 21º Simpósio de Iniciação Científica da USP – SIICUSP.

O evento, promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade, que tem como objetivo tornar público os resultados dos projetos de pesquisas realizados pelos alunos de graduação da USP e outras instituições nacionais e internacionais. Realizado anualmente, o Simpósio conta com a inscrição de quase 6.000 trabalhos referentes às quatro grandes áreas de conhecimento: Engenharias e Exatas, Biológicas e Saúde, Humanas e Humanidades e Agropecuária. O evento ainda envolve pesquisas desenvolvidas por bolsistas de Iniciação Científica e Iniciação Tecnológica dos Programas PIBIC/CNPq, PIBITI/CNPq, RUSP e Santander.

O Simpósio, promovido pela USP, conta com a inscrição de quase 6.000 trabalhos referentes às áreas de conhecimento: Engenharias e Exatas, Biológicas e Saúde, Humanas e Humanidades e Agropecuária.

O SIICUSP foi realizado em diversos campi da USP, divididos conforme as áreas de interesse. A participação da aluna Gleice, e do professor Dr. Almir, aconteceu em São Carlos, onde foram reunidas as pesquisas de Exatas e Engenharias. Durante o evento, a aluna Gleice expôs um banner do seu trabalho, intitulado “Proposta de Mineração de Dados na base de dados do Sistema Redeca”, e também realizou a apresentação oral do mesmo à um avaliador do evento.

O trabalho desenvolvido ao longo deste ano pela Aluna da Fema, tem como objetivo realizar um estudo dos conceitos de Mineração de Dados e propor sua aplicação na base de dados do sistema Redeca, no qual os conceitos de Mineração de Dados aplicados na base de dados tendem a beneficiar o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, entidades registradas, associações e empresas que atuam na área, possibilitando o acesso a informações específicas para uma determinada situação. Este trabalho ainda promoverá a rede de atendimento e garantia de direitos da criança e do adolescente de Assis a possibilidade da geração de relatórios sobre os atendimentos e perfil dos usuários das instituições, auxiliando no diagnóstico municipal da realidade assisense e contribuindo para a realização de novas ações de políticas públicas na área da infância e juventude.

A ideia de criar um sistema que auxilie na geração de relatórios com base nos dados do Redeca, surgiu após a aluna Gleice atuar como estagiária no Projeto Rede Ciranda, onde teve acesso ao sistema. O Redeca é um sistema desenvolvido pela Fundação Telefônica e implantado em 23 instituições assisenses por meio do trabalho do Projeto Rede Ciranda da Criança e do Adolescente de Assis.

Sobre a participação da aluna Gleice no evento SIICUSP, o Prof. Dr. Almir Rogério Camolesi,  orientador do trabalho, afirmou que “É muito gratificante participar em um evento deste nível, colaborando com a apresentação de um trabalho em conjunto com alunos e ver o fruto de seu trabalho ser reconhecido. Além disso, também é importante saber que, o trabalho desenvolvido, na parceria Fema e Projeto Rede Ciranda, não tem somente o caráter científico, pois contribui de forma prática no auxilio ao diagnóstico de problemas relacionados a crianças e adolescente de nossa cidade e de outras que tiverem utilizando o software Redeca”.

#MAIS LIDAS DA SEMANA