Sindicato prorroga prazo para adesão a ação coletiva de correção do FGTS a bancários

A ação judicial que pleiteia a correção do FGTS foi estendida para os depósitos realizados a partir de 1991 que ficaram abaixo da inflação.

Foi prorrogado até dia 15 de dezembro o prazo para os bancários – ativos e aposentados que guardem vinculo de previdência complementar com seus respectivos bancos – entregarem a documentação no Sindicato dos Bancários de Assis e Região, que pedirá judicialmente a correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir de 1991, através de uma ação coletiva aprovada em assembleia.

A ação judicial que pleiteia a correção do FGTS foi estendida para os depósitos realizados a partir de 1991 que ficaram abaixo da inflação. Em alguns casos, as perdas chegam a 80%. Hoje os depósitos são corrigidos pela Taxa Referencial (TR), mais a taxa de juros de 3% ao ano.

Documentação
Os interessados devem entregar dentro do prazo, cópias do RG, CPF/MF, PIS e Carteira Profissional, sendo esta última referente a qualificação e contrato de trabalho, além de terem que assinar um termo de adesão. A ação coletiva será patrocinada pelo Sindicato. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (18) 3322-5376 ou na Rua 24 de maio, 238.

A ação judicial que pleiteia a correção do FGTS foi estendida para os depósitos realizados a partir de 1991 que ficaram abaixo da inflação.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA