Onda de violência na região de Assis causa prejuízo de mais de R$ 500 mil

Catorze carros foram incendiados em cinco cidades no raio de 200 km. Polícia acredita que ações são represália a operação de combate ao crime.

A onda de violência que começou no domingo (2) à noite e seguiu até a madrugada desta terça-feira (4) já causou um prejuízo de mais de R$ 500 mil. O levantamento levou em consideração o preço médio de mercado dos veículos que foram incendiados. No total foram 14 em cinco cidades diferentes do Centro-Oeste Paulista.

Foram dois ônibus, um micro-ônibus, duas carretas e dois veículos de passeio em Promissão; dois carros em Bauru; um caminhão basculante em Ourinhos; três veículos em Assis e a caminhonete de um policial em Santa Cruz do Rio Pardo.

Veículo foi incendiado em Promissão na madrugada
desta terça-feira (Foto: reprodução/ TV TEM)

Além disso, uma base da PM foi atacada e uma bomba caseira foi jogada na casa de um policial rodoviário em Promissão. Na cidade quatro pessoas foram detidas, um jovem de 18 anos e três adolescentes, de 12,14 e 16 anos. A Polícia Civil trabalha com hipótese de vandalismo e represália a uma operação realizada na semana passada que terminou com 199 pessoas presas.

“Tendo em vista principalmente que o departamento realizou várias operações, aproximadamente 200 pessoas foram presas, além da apreensão de drogas e armas de grosso calibre que resultaram em golpe muito grande na criminalidade da região”, explica o delegado do Deinter-4, Benedito Antônio Valencise, responsável por 89 cidades da região.

O delegado também descartou a ligação dos casos com facções criminosos e até represália em relação ao plano frustrado de resgate de presos na semana passada, já que os ataques ocorreram só na região Centro-Oeste Paulista. “As investigações estão se desenvolvendo no tocante a casos de vandalismo e não ligação com o crime organizado. A Polícia Civil trabalha com provas e não há qualquer prova que indique a relação dos ataques com o plano frustrado das fugas”, destacou Valencise.

Caminhão também foi incendiado em uma rua de Ourinhos (Foto: Divulgação/ Repórter Ourinhos)

Sobre os ataques
Entre a noite de domingo e madrugada desta terça-feira, 14 veículos foram incendiados em cinco cidades da região. No ataque mais recente, uma bomba caseira atingiu a casa de um policial rodoviário em Promissão. Ele estava trabalhando no momento do ataque e só a mulher dele estava na casa. Ninguém ficou ferido. Também na madrugada de hoje, um carro foi incendiado na cidade.

Na madrugada de ontem, seis veículos já haviam sido incendiados em Promissão. Três ônibus, duas carretas e um carro de passeio foram alvos dos ataques. Quatro pessoas foram detidas, um jovem de 18 anos, que confessou os ataques, e três adolescentes, de 13, 14 e 16 anos.

Os ataques começaram em Ourinhos, onde um caminhão-caçamba, que estava estacionado na rua no bairro Vilar. Em Assis, uma Brasília que estava sem motor, foi incendiada ma madrugada de segunda-feira (3).

Caminhão foi incendiado em Promissão
(Foto: Barbara Balduino/TEM Você)

Quase ao mesmo tempo, outros dois carros foram incendiados no pátio de um lava-rápido, no centro da cidade. Um galão retorcido estava ao lado dos veículos. Os três casos foram registrados na Central de Polícia Judiciária de Assis que vai investigar os incêndios, mas até agora ninguém foi preso.

Em Santa Cruz do Rio Pardo, a caminhonete de um policial militar, que estava na garagem de um vizinho também foi incendiada.

Dois carros foram incendiados em um lava-rápido em Assis (Foto: Mário Nunes/ Jornal de Assis )

#MAIS LIDAS DA SEMANA