Vale Paranapanema se prepara para quedas acidentais de energia

Quedas acidentais de energia provocadas por raios, galhos de árvores e outros objetos que tocam a rede e caem ao solo afetam o sistema.

Quedas acidentais de energia provocadas por raios, galhos de árvores e outros objetos que tocam a rede e caem ao solo afetam o sistema.

A Vale Paranapanema esta trabalhando para diminuir as quedas acidentais de energia provocadas por raios, galhos de árvores e outros objetos que tocam a rede e caem ao solo. Essas quedas acidentais afetam o sistema de distribuição de energia elétrica .

Segundo José Maurício Falqueiro, gerente da Vale Paranapanema, uma das ações para contribuir com a diminuição das quedas acidentais de energia é a aquisição e instalação de religadores de linhas, equipamentos considerados muitos eficientes, cuja função é religar automaticamente a rede elétrica quando há interferências por curto-circuito instantâneo provocado por queda de raios, galhos de árvores e outros objetos que tocam a rede e caem ao solo, ou seja, o restabelecimento do sistema elétrico no trecho onde foi instalado o religador é automático.

” O religador faz três tentativas de religar a rede e caso não consiga, o equipamento isola o trecho de linha com defeito, a fim de evitar que mais clientes sejam atingidos pela interrupção acidental do fornecimento. A previsão é que até o final de 2014 a empresa esteja com um total de 22 religadores de linha instalados”, disse Falqueiro.

De acordo com a empresa, desde 2012, a Vale Paranapanema investe para melhorar os indicadores que medem a qualidade da energia distribuída, que demonstram como está a qualidade do fornecimento de energia da concessionária. Já foram instalados religadores em Ribeirão do Sul, Salto Grande, Cândido Mota, Rancharia e Tupã. Há previsão de instalação de mais equipamentos, ainda esse ano, nas demais localidades atendidas pela Vale Paranapanema.

” Estamos contribuindo desta forma para a melhoria contínua dos indicadores da empresa, que medem a continuidade do fornecimento de energia elétrica e, consequentemente para levar um atendimento ao cliente com uma qualidade de fornecimento ainda melhor”, concluiu Falqueiro.

#MAIS LIDAS DA SEMANA