Representantes se reúnem no 16º Encontro Juntos Pela Rede

O Encontro deste mês ocorreu na Casa Menina, localizada no centro.
Para saber mais sobre as instituições acesse redecirandaassis.org.br.

Ao final do Encontro foi decidido pelos representantes um pré-calendário de eventos para o mês de setembro e outubro.

Na tarde desta quarta-feira, 13, representantes das instituições da rede de atendimento de crianças e adolescentes, envolvidas no Projeto Rede Ciranda, se reuniram para mais um Encontro ‘Juntos pela Rede’.

O Encontro deste mês ocorreu na Casa Menina, localizada no centro, em Assis. Nesta edição do evento a pauta principal ficou com as discussões e planejamento de novas ações ligadas ao Diagnostico Municipal da realidade da criança e do adolescente de Assis.

O Encontro deste mês ocorreu na Casa Menina, localizada no centro.

Os trabalhos foram coordenados pela presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA de Assis, Heloisa Maria Heradão Rogone. Ao final do Encontro foi decidido pelos representantes um pré-calendário de eventos para o mês de setembro e outubro.

Algumas ações programadas respondem as metas do Diagnóstico e outras estão relacionadas a Campanha de Destinação do Imposto de Renda.

Entre os eventos estão um Simpósio em setembro, uma nova mobilização na Avenida Rui Barbosa, o IV Seminário da Criança e do Adolescente pela Garantia de Direitos e novos eventos em espaços públicos.

Para saber mais sobre o Projeto Rede Ciranda e as instituições envolvidas acesse www.redecirandaassis.org.br.

CASA DA MENINA SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Fundada em 10 de abril de1962, a Casa da Menina “São Francisco de Assis” iniciou seus trabalhos atendendo meninas abandonadas por seus pais ou responsáveis, em regime de internato. À época, mantinha um convênio com a FEBEM, atendendo meninas da capital, São Paulo, além das de Assis e região. A vocação para o cuidado com a criança foi, então, solidificada.

Com base no ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente e em necessidades e ansiedades da população local, a Casa da Menina passou a atender crianças de zero a seis anos em regime de semi-internato, preferencialmente de mães que trabalhavam fora de casa e não tinham com quem deixar seus filhos. O sucesso do trabalho o levou naturalmente à ampliação do leque de atividades. A partir de então, atende crianças em período integral prestando atendimento na área da educação infantil. Atualmente são atendidas mais de 500 crianças de zero a onze anos.

Com 26 salas, adaptadas em sua maioria para atividades formativas, berçário, alimentação, banho, fraldário e TV dentre outras, a Casa da Menina tem cuidado especial com a adequação da estrutura e das atividades às faixas etárias atendidas, com especial cuidado para os banheiros. Cozinha e refeitório amplos e arejados funcionam com aspectos nutricionais, de higiene e funcionais. Na parte externa, o pátio para brincadeiras e banhos de sol, jardim, quadra poliesportiva e parquinho infantil completam a estrutura de integração e socialização.

#MAIS LIDAS DA SEMANA