Usina que transforma resíduos em combustível será instalada em Palmital

Projetos desenvolvidos pelo Civap, na área ambiental vem solucionando problemas relacionados a resíduos sólidos urbanos nos Municípios do Vale do Paranapanema.

Gerente de Projetos do Civap, Leandro Dias

O Consórcio Intermunicipal tem oportunizado diversos projetos, que visam uma maior eficiência, economia e agilidade aos serviços públicos prestados pelas Prefeituras do Vale do Paranapanema.

Projetos desenvolvidos pelo Civap, na área ambiental vem, com sucesso, solucionando problemas antigos relacionados a resíduos sólidos urbanos nos Municípios do Vale do Paranapanema. O primeiro a ser implantado, em 2009, foi o Projeto Eco.Vale Verde, que tem promovido a destinação ambientalmente correta de toneladas de resíduos eletroeletrônicos e de pneumáticos inservíveis. Com este Projeto, além do ganho ambiental, as comunidades também tiveram acesso a melhores condições de organização e limpeza urbana e de saúde, principalmente com relação ao perigo da Dengue, visto que pneus e carcaças de eletrônicos abandonados em terrenos e quintais são considerados potenciais criadouros do Mosquito.

Outro Projeto, que vem beneficiando os Municípios Consorciados é o Proben/RCC – Programa de Beneficiamento de Resíduos da Construção Civil. O Programa é uma iniciativa inédita no país e permite, que por meio de uma usina de trituração móvel, resíduos da construção civil sejam processados e encaminhados para diferentes fins, como: base e sub base de estradas rurais, fabricação de bloquetes e outros;  todos de conduta ambientalmente correta.

Finalmente, o Consórcio está em fase de implantação de um novo Projeto, que deve beneficiar os Municípios na solução da destinação de resíduos sólidos domiciliares, ou seja, resíduos, que não se enquadram na coleta seletiva e que, normalmente seguiriam para um Aterro Sanitário.

Vislumbrando uma alternativa que pudesse responder a problemas, como o enfrentado pelo Município de Assis, que legalmente está impedido de manter um Aterro, face a Portaria 256 do Comando Aéreo Regional-Comar, que estabelece uma distância mínima de 20 km, para qualquer atividade, que possa atrair aves. O Civap deve implantar em breve, no município de Palmital, a cerca de 20 km de Assis, uma unidade de processamento de resíduos em combustível, o chamado CDR – Combustível Derivado de Resíduo.

Os Combustíveis Derivados de Resíduos Sólidos são considerados uma grande alternativa de fonte de Energias Renováveis. O processo se iniciou na Europa com o desenvolvimento de um sistema alternativo de produção limpa de combustível, a partir de resíduos. No Brasil esta tecnologia é nova e o Vale do Paranapanema mais uma vez, desponta como pioneira na apresentação de soluções regionais, econômicas e ambientalmente corretas, as administrações públicas municipais.

Com a implantação da Unidade do CDR os Municípios irão pagar pela quantidade de resíduo encaminhado. Com o Projeto do Civap, a expectativa é que o custo do processamento, que chega a 140 reais a tonelada, possa gerar uma economia de cerca 20 reais a tonelada, de forma a gerar melhores condições de economia aos Municípios, que precisarem deste serviço.

Segundo o gerente de Projetos do Civap, engenheiro ambiental Leandro Dias, o cronograma de implantação prevê o início das atividades em outubro. Isso, mediante a obtenção de licença de operação pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental – Cetesb.

Para saber mais sobre o Civap acesse www.civap.com.br e acompanhe as notícias do Consorcio pelo facebook, no endereço:www.facebook/civap.consorciointermunicipal.

Os Combustíveis Derivados de Resíduos -CDR são considerados uma grande alternativa de fonte de Energias Renováveis. (ilustração)

 

#MAIS LIDAS DA SEMANA