Após 45 dias, corpo de assisense morto na Suíça chega ao Brasil

Matheus Marioto, de 23 anos, morreu afogado em festa de música.
Velório e enterro serão realizados em cemitério de São José do Rio Preto.

Jovem sumiu após festa have na Suiça no dia 2 de agosto (Foto: Reprodução / Internet)

O corpo do brasileiro morto na Suíça deve chegar ao Brasil na manhã desta quinta-feira (18) 45 dias após a sua morte. O velório de Matheus Marioto deverá começar a partir das 16h, no Cemitério Jardim da Paz, em São José do Rio Preto (SP). O sepultamento do estudante está previsto para as 8h de sexta-feira (19).

De acordo com a mãe de Matheus, o corpo sai da Suíça às 22h50 desta quarta-feira e chega ao Brasil ao aeroporto de Guarulhos por volta das 5h30 de quinta-feira. O traslado até Rio Preto será feito de carro. Para Luiza Sandra Bastos Vidale e toda a família, que mora em Assis (SP), a tristeza agora está ainda maior. “Estou mais aliviada por causa da confusão que foi, mas agora a tristeza é ainda maior. Agora parece que é verdade. Temos que ter mais força e superar esse momento”, disse.

Saiba Mais
Família consegue arrecadar dinheiro para translado do corpo de Matheus
Jovem morto na Suíça tinha cancelado seguro de vida há 2 meses
Morte de assisense desaparecido na Suíça é confirmada em exame de DNA
Corpo encontrado em rio na Suíça pode ser de assisense desaparecido
Buscas por brasileiro desaparecido na Suíça continuam, diz Itamaraty
Em excursão, assisense vai a Suíça e desaparece

Matheus Marioto, de 23 anos, morreu em Zurique, na Suíça, quando participava da festa de música eletrônica “Street Parade”. Segundo a polícia suíça, o rapaz desapareceu no dia 2 de agosto, após pular da ponte Quaibrücke, no lago de Zurique, para se refrescar. O corpo foi localizado no dia 8 de agosto e, após exame de DNA, foi confirmada a identidade de Matheus no dia 11.

O estudante concluiu a graduação em ciência da computação matemática na Unesp em 2011 e, desde 2013 era aluno do programa de pós-graduação em ciência da computação, onde trabalhava em projeto de mestrado na linha de engenharia de software e banco de dados. Ele morava desde de junho na Alemanha.

Uma mobilização pelas redes sociais na internet arrecadou cerca de R$ 27 mil para ajudar a família a pagar as despesas iniciais para a liberação do corpo de Matheus. A ajuda foi essencial para a família conseguir trazer o corpo do jovem.

A burocracia foi o principal empecilho para a liberação não ter saído antes. A mãe de Matheus decidiu por conta própria buscar o passaporte do filho no apartamento na Alemanha, um dos documentos exigidos pelo governo suíço, para resolver o procedimento.

O site G1 pediu uma nota oficial do Consulado Brasileiro, mas até o começo da noite não havia obtido resposta.

Matheus morreu afogado no lago ao lado da festa ‘Street Parade” atrai cerca de um milhão de pessoas
(Foto: Divulgação/Facebook)

#MAIS LIDAS DA SEMANA