Prefeitura é condenada a pagar 100 mil por morte de Ricardinho Pitty

O juiz condenou a Prefeitura de Assis a pagar indenização por danos morais. O advogado Ernesto Nóbile, diz que vai recorrer pedindo 700 mil reais.

Justiça condena Prefeitura a pagar 100 mil, advogado vai recorrer pedindo 700 mil (Foto: Reprodução)

O advogado Ernesto Nóbile divulgou neste sábado (27), que ontem que o juiz da 3ª Vara Cível da Comarca de Assis, Dr. André Luiz Damasceno Castro Leite julgou procedente ação impetrada contra a Prefeitura Municipal de Assis, pela morte precoce do jovem sonoplasta da Rádio Difusora de Assis, Ricardo Alexandre da Silva, popularmente conhecido comp “Ricardinho Pitty”.

Saiba Mais
Leptospirose foi doença que matou sonoplasta da rádio Difusora
Família pede indenização após morte do sonoplasta Ricardinho Pitty
Sonoplasta Ricardo Pitty morre após crise de pneumonia

Segundo Nóbile, o juiz condenou a Prefeitura de Assis a pagar indenização por danos morais aos pais do sonoplasta, Roque Luiz da Silva e Irene Maria da Silva, isto porque em setembro do ano passado Ricardo Alexandre da Silva passou por diversas vezes no Pronto Socorro Municipal de Assis e os médicos por negligencia e imperícia não fizeram o diagnóstico correto, tratando-o como se estivesse com forte gripe, quando na verdade estava com Leptospirose, (É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina de ratos e outros animais, transmitida ao homem principalmente nas enchentes. Bovinos, suínos e cães também podem adoecer e transmitir a leptospirose ao homem) cujo exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz constatou a doença.

O advogado Ernesto Nóbile disse que a ação por ele impetrada contra a Prefeitura de Assis reivindicava 700 mil reais, isto porque Ricardo Pity, na flor da idade, quarto-anista da Faculdade de Direito tinha todo o futuro pela frente, não podendo ter partido tão precocemente devido a um erro de diagnóstico médico.

E disse que vai recorrer junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, pedindo indenização de 700 mil reais, pois 100 mil é valor irrisório para um desastre que aconteceu com a vítima, desorientando demais sua família, principalmente seus pais que estão inconsoláveis, pois até hoje mantém seu quarto da forma que deixou e sua fotografia está exposta ao lado da televisão, onde o casal não cansa de chorar por sua falta, fazendo horas diárias de orações.

Ricardo Pity (Foto: Reprodução/Facebook)

#MAIS LIDAS DA SEMANA