Médico suspeito de cobrar por cirurgia paga pelo SUS deixa a cadeia

Profissional assisense terá que pagar fiança de mais de R$ 7 mil.
Paciente gravou ‘negociação’ em câmera escondida e enviou vídeo à polícia.

Médico terá que pagar fiança de mais de R$ 7 mil (Foto: Reprodução/TV TEM)

A Justiça concedeu na tarde desta quarta-feira (1º) liberdade provisória ao médico preso na terça-feira (30), em Assis (SP), suspeito de ter cobrado para fazer uma cirurgia que já estava autorizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A paciente, Andréia Marcolino, gravou a conversa no consultório do profissional dentro do consultório na Santa Casa e entregou à polícia. O médico terá que pagar fiança no valor de R$ 7.240 assim que terminar a greve dos bancários.

Segundo a polícia, o médico teria pedido R$ 2,6 mil para fazer uma cirurgia de retirada de um mioma do útero, que pelo SUS só seria realizada em 2015. A paciente usou uma câmera escondida para chamar a “negociação” do valor da cirurgia.

Saiba Mais
CRM analisará conduta de médico suspeito de cobrar por cirurgia
Médico suspeito de cobrar por cirurgia autorizada pelo SUS é preso em Assis

Veja a conversa do médico com a paciente:

Médico: “Você é culpada por deixar onde chegou. Onde já se viu deixar um útero desse tamanho. E a cirurgia dela é só para o ano que vem”.

A alternativa seria pagar pelo procedimento. O casal tenta negociar e consegue um desconto.

Médico: “Eu tô falando pra você. É o mínimo do mínimo. Olha, o que eu poço fazer pra você. Presta atenção. Pra gente fechar, R$ 2,6 mil”

O médico agenda o procedimento para a mesma semana.

Médico: “Ou quarta ou sexta-feira. E esse pagamento no dinheiro de R$ 2,6 mil eu faço para o senhor em mãos”.

Médico fala o valor que seria pago pela cirurgia (Foto: Reprodução/TV TEM)

#MAIS LIDAS DA SEMANA