Inocência Manoel receberá o título de “Baronesa de Paneas”

O título de Baronesa de Paneas tem origem na cidade de Paneas, situada na região chamada Aurã, de onde origina-se o povo Auranita, na era antes de Cristo.

Inocência Manoel receberá o título de “Baronesa de Paneas”

Depois de receber o título de Dama Comendadora pela Câmara Brasileira de Cultura, uma ONG brasileira que apoia todas as manifestações de arte, estimula a pesquisa nas áreas Científica e Humana, estabelece intercâmbio cultural com outros países e homenageia personalidades e empresas que se destacam no cenário nacional, Inocência Manoel, fundadora da Inoar, foi recomendada pelo Comendador Jornalista Ednei Pereira para receber o decreto de nobreza como Baronesa, súdita do príncipe Dom Ydenir P. Machado.

Inocência Manoel receberá a outorga deste nobre decreto assim como o brasão criado pelo Rei de Armas de Sua Alteza Dom Ydenir e o título de é Baronesa Inocência Manoel, com batismo histórico de “Baronesa de Paneas”, em jantar solene a ser realizado no Edifício Itália no próximo dia 8.

O título de Baronesa de Paneas tem origem na cidade de Paneas, situada na região chamada Aurã, de onde origina-se o povo Auranita, na era antes de Cristo. Panias (Paneas) é a pronuncia árabe de Banias, um sítio arqueológico localizado aos pés do Monte Hermon, nas Colinas de Golan, a cerca de 150 km ao norte de Jerusalém e a 60 km ao sudoeste de Damasco. Ali havia uma cidade chamada Cesareia de Filipe, situada junto às Fontes de Banias, uma das nascentes do Rio Jordão. Nessa região nasceu o povo de Israel (Jacó), neto de Abraão. De Jacó/Israel nasceram 12 tribos, guiadas por seus filhos: Rubén, Simeão, Judá, Dã, Naftali, Gade, Asser, Issacar, Zebulo, Manassés, Efraim e Benjamim.

Após a morte do rei Salomão, as 12 tribos se dividiram e formaram dois reinos: o Reino do Sul (Judá e Benjamim), que teve como capital Jerusalém, e o Reino do Norte, as outras 10 tribos. A tribo de Judá deu origem ao Reino de Judá, onde nasceu Davi, cujo descendente mais ilustre é o Leão de Judá, o Messias, Jesus de Nazaré.

Carregar este brasão e este título é uma responsabilidade. Para a fundadora da Inoar, este momento é histórico e honra é a palavra que melhor descreve o momento.

#MAIS LIDAS DA SEMANA