Polícia Militar orienta como evitar golpe do ‘falso sequestro’

Número de ocorrências tem aumentado nos últimos meses em Assis. Apesar da ampla divulgação do golpe, muitas pessoas acabam sendo vitimadas.

Saiba como se prevenir do golpe do falso sequestro (Foto: Reprodução)

A polícia voltou a receber denúncias de golpes do ‘falso sequestro’ nas últimas semanas, em Assis (SP). A orientação da polícia a vítimas de falso sequestro, cujo golpe é aplicado pelo telefone, é que mantenham a ligação com o criminoso e paralelamente a isso tentem localizar o parente supostamente sequestrado.

Entenda como funciona o golpe
O crime geralmente é praticado por presidiários de outros Estados. Usando celulares de dentro de penitenciárias, os criminosos ligam para telefones residenciais se passando por atendentes de telemarketing ou amigos da família. Uma vez de posse das informações da rotina da família, eles fazem uma nova ligação dizendo que um familiar foi sequestrado e exigem o depósito de uma quantia em dinheiro para a suposta libertação da vítima.

É característico ao golpe o suposto sequestrador perguntar se a pessoa tem filhos, pai ou mãe e se estes se encontram em casa. Para intimidar a vítima, eles colocam uma pessoa chorando ao telefone como se fosse o parente sequestrado, usando o estado emocional da pessoa para obter cada vez mais informações e concretizar o golpe.

Com isso, a Polícia Militar de Assis alerta a população sobre como se prevenir do crime. O objetivo é diminuir o número de ocorrências. Veja as dicas abaixo:

1. Ganhe tempo: Ao receber uma ligação anunciando um sequestro, peça rapidamente para alguém que estiver com você faça contato com a pessoa supostamente sequestrada. Mantenha a calma até se certificar que a pessoa está em segurança em algum lugar.

2. Não tenha medo: Não se deixe amedrontar pelas ameaças e leve em conta que, quando os golpistas disserem que não pode desligar é exatamente porque não querem que você descubra que não houve sequestro algum.

3. Confirme informações sobre a pessoa: Você é quem faz as perguntas para averiguar a veracidade dos fatos. Pergunte como é a pessoa, como está vestida. Pergunte sobre informações que somente esta pessoa poderia saber. Ex: Nome do seu cachorro, apelido de algum familiar.

4. Não forneça informações: Nunca forneça ou confirme qualquer dado seu, ou de seus familiares, como endereços, local de trabalho etc. Se forem verdadeiros sequestradores já saberiam tudo.

5. Jamais atenda esse número: Uma vez verificado que é golpe, o conselho é que ligue para a polícia denunciando o fato e informando o número de origem da ligação. Não atenda nunca mais telefonemas vindos daquele número, em hipótese alguma.

#MAIS LIDAS DA SEMANA