Vereadores cobram sinalização e construção de guias de sarjeta no Distrito Industrial

A Comissão de vereadores esteve acompanhando o início das obras no local. O projeto destinando cerca de 2,5 milhões de reais.

Local das obras (Foto: Divulgação)

Na semana passada, os vereadores Adriano Romagnoli, do PTB, João da Silva Filho “Timba”, do DEM, e Reinaldo Nunes “Português”, do PT, membros da Comissão Permanente da Obras e Serviços Públicos na Câmara Municipal de Assis, estiveram no Centro de Desenvolvimento de Assis, CDA I, Distrito Industrial, acompanhando o início das obras de pavimentação e recapeamento de algumas das vias, conforme projeto aprovado pelo Legislativo no ano de 2014.

Os vereadores mostraram-se preocupados com o início do serviço em algumas vias desprovidas de infraestrutura e até mesmo das guias de sarjeta. “Se as obras continuarem sem a construção das guias, as primeiras chuvas poderão provocar a completa deterioração do serviço e o dinheiro aplicado corre o risco de ser jogado fora”, avaliam os parlamentares.

Na sessão desta quarta-feira, dia 19, os membros da Comissão de Obras e Serviços Públicos cobraram ações imediatas da Secretaria Municipal de Planejamento, Obras e Serviços para que fiscalize a empresa contratada e determine a execução dos serviços de guias de sarjeta. “O mínimo que a Câmara Municipal pode fazer, no seu papel previsto na Lei Orgânica do Município, é cobrar explicações do Poder Executivo para que o serviço seja efetuado com qualidade”, explicam.

O projeto destinando cerca de R$ 2,5 milhões para o serviço de pavimentação e recapeamento no Distrito Industrial de Assis foi aprovado, por unanimidade, na Câmara Municipal na sessão realizada no dia 29 de setembro de 2014.

Outra irregularidade detectada pelos vereadores é  ausência de sinalização diária e noturna para evitar acidentes de trânsito. “Estamos apenas cobrando o previsto no convênio firmado entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento Regional”, finalizam os membros da comissão, que também cobram a instalação de uma placa com o cronograma e valor da obra.

#MAIS LIDAS DA SEMANA