Energisa atua para identificar focos de dengue

Empresa apoia a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) na localização de focos de dengue em sua área de concessão.

Energisa atua para identificar focos de dengue
Energisa atua para identificar focos de dengue

Ciente da sua responsabilidade social, a Energisa está atuando no combate ao mosquito Aedes Aegypti, causador das doenças dengue, zika e chikungunya. Desde o mês de fevereiro, os profissionais da área de Leitura estão identificando focos do mosquito. “Ao perceberem casas fechadas, terrenos abandonados, lixo espalhado, caixas d”água destampadas, latas e garrafas nos quintais das casas ou lotes vazios, e outras situações que possam ser ou virar um criadouro do mosquito, o leiturista lança um código no equipamento de leitura do medidor e a informação é registrada”, explica o gerente de Serviços Comerciais, Luiz Moreto Vicentin Junior.

Semanalmente é gerado um relatório contendo o endereço completo e a situação encontrada pelo leiturista, e este documento é enviado para a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), do Estado de São Paulo e Minas Gerais, para que possam acionar os comitês municipais. “Desta maneira, ajudamos na rápida ação dos agentes de combate a dengue. Na concessão da empresa, no Paraná, como é um município, o relatório é entregue para a Prefeitura Municipal”, disse.

A Energisa também publicou uma frase orientativa nas contas de energia, para ajudar as pessoas a identificarem os sintomas das doenças transmitidas pelo mosquito: “Febre, coceira, dor de cabeça e outros sintomas. Pode ser dengue, chikungunya ou zika. Beba muita água e vá a uma unidade do SUS.”

A Energisa conta com um total de 149 leituristas atuando em 82 municípios do interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Todos aderiram à ação voluntária da empresa e estão empenhados em combater o Aedes Aegypti.

#MAIS LIDAS DA SEMANA