Bancários aprovam paralisação de 24h contra desmonte do Banco do Brasil

Agência do BB terá paralisação nesta sexta-feira Texto: ASEEBAR – Assessoria Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Assis e Região

Reunidos em assembleia virtual, por conta dos riscos de transmissão do novo coronavírus, os bancários da região de Assis aprovaram uma paralisação nas agências do Banco do Brasil por 24 horas nesta sexta-feira, dia 29 de janeiro, contra a proposta do Governo Federal de ‘desmonte do Banco do Brasil no país’.

No encontro dos trabalhadores, promovido pelo Sindicato dos Bancários de Assis, na noite desta segunda-feira, dia 25 de janeiro, a proposta de paralisação foi aprovada pela grande maioria dos votos.

O dirigente Fábio Escobar informou que a paralisação acontecerá a partir das 0h00 até às 23h59 desta sexta-feira. “Queremos deixar claro à direção do BB e ao Governo Federal que os trabalhadores são contrários ao plano de reestruturação que prevê o fechamento de 361 unidades do banco, incluindo agências, postos de atendimento e escritórios. Além disso, os bancários rechaçaram as duas modalidades de Plano de Demissão Voluntária, que têm como meta a dispensa de cerca de cinco mil trabalhadores em todo país”, explicou.

Para Escobar, o resultado das assembleias realizadas em todo o país demonstra que os trabalhadores estão dispostos a defender o banco público e seus direitos conquistados com muita luta e mobilização. “É chegada a hora de mostrarmos nossa força e pressionar o banco para que abra um processo de negociação com as entidades representativas”. O dirigente lembra que “neste momento, a união de todos é fundamental para obtermos êxito”, ressaltou.

O Sindicato dos Bancários de Assis tem organizado, ainda, diversas atividades nas agências, atos públicos e ações virtuais para denunciar os prejuízos da reestruturação e mobilizar a categoria e a população na defesa do Banco do Brasil.

Na região de Assis, há risco de fechamento de agência e demissão de mais trabalhadores. “É inaceitável, nesse momento de profunda crise de saúde pública que afeta toda a nossa economia, o governo propor fechamento de postos de serviço”, condena Fábio Escobar, que orienta a população a não procurar a agência do Banco do Brasil nesta sexta-feira.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA