Cruzes em homenagem às vítimas da Covid são retiradas de rotatória em Assis após quase 2 meses

Ato também tinha o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados contra a doença.

Cruzes foram retiradas da rotatória em Assis neste domingo — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

Cruzes foram retiradas da rotatória em Assis neste domingo — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

Depois de quase dois meses, as mais de 300 cruzes que foram colocadas na rotatória São Francisco em Assis (SP) em homenagem às vítimas da Covid-19 foram retiradas neste domingo (25).

A intervenção promovida pelo advogado Karol Tedesque tinha o objetivo, além da homenagem, de conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados e o papel de cada pessoas na prevenção à doença.

No dia 6 de junho, 308 cruzes pintadas de preto foram colocadas no local com a faixa escrito “A culpa também é sua”. Já no dia 28, mais 56 cruzes foram colocadas na rotatória, totalizando 364. Segundo Karol, o ato atingiu seu objetivo e ele já foi idealizado com uma previsão de retirada das cruzes.

“Quando eu coloquei as cruzes no dia 6 de junho a minha ideia era retirar depois de um mês, então iria retirar no dia 7 de julho. Mas acabou ganhando uma outra proporção. Muitas pessoas passaram a fazer homenagens ao seus entes queridos, deixar fotos e flores e me pediram para deixar mais um pouco nesse mês de julho porque alguns moram fora de Assis e viriam para cidade”, conta.

“Os índices de contágio em Assis diminuíram muito e não tem mais o risco de colapso hospitalar e a vacinação está avançando. Acredito que o objetivo final dessa intervenção, que era essa conscientização para diminuir os casos, desafogar a rede hospitalar, foi alcançado. Durante esse foi formado um coletivo com psicólogos de Assis em respeito às famílias enlutadas e ele começou a organizar a retirada dessas cruzes que já era algo que eu já concordava e pretendia fazer.”

As cruzes foram retiradas na manhã de domingo após a celebração de um ato ecumênico e as famílias que tiveram o interesse de levar alguma das cruzes para casa puderam fazer isso.

O restante foi guardado e, segundo o advogado, será pensado em como utilizá-las em um possível memorial para as vítimas.

Karol contou ao G1 que ficou feliz em poder estar presente no ato após ter superado a Covid-19. O advogado chegou a ficar internado em um hospital de SP nas últimas semanas.

“Consegui estar presente e sentir que de algo essa intervenção valeu, e muitas sementes foram plantadas. Inclusive, com a administração pública falando em um novo memorial para as vítimas no futuro. Além dos coletivos de psicólogos gratuitos para dar amparo a todas essas famílias e familiares enlutados na pandemia que assim desejarem.”

Mais de 300 cruzes ficaram na rotatória por 49 dias em Assis e foram retiradas neste domingo — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

Karol Tedesque fez uma postagem no seu perfil no Facebook no dia 7 de junho com fotos da intervenção e escreveu um texto para conscientizar sobre a gravidade da doença e o desrespeito às medidas de prevenção contra o coronavírus.

“Homenagem aos 308 assisenses que perderam a vida para o vírus Covid-19 até o dia 2 de junho, e também um apelo para que as pessoas e as autoridades busquem mais consciência de seus atos, óbvio que muitos se curaram desse vírus maldito, mas muitas famílias já foram dilaceradas e precisamos conter a disseminação dessa doença tão silenciosa, contagiante e fatal.”

Após a postagem com um texto explicando a intervenção, muitas pessoas procuraram Karol para agradecer a homenagem, inclusive pessoas que perderam familiares para a Covid-19.

“Eu recebi muito apoio de famílias que se comoveram com a intervenção tanto quanto homenagem, como no sentido de manifesto. Uma pessoa que perdeu o pai foi comigo para participar. Recebi também uma mensagem de uma mulher que perdeu o filho e que viu na ação uma forma de se despedir dele. Um DJ também fez um vídeo da rotatória que alcançou mais de 200 mil visualizações no Instagram da última vez que vi”, fala.

Advogado recebeu mensagens com agradecimentos em suas redes sociais após a intervenção com cruzes — Foto: Arquivo pessoal
Advogado recebeu mensagens com agradecimentos em suas redes sociais após a intervenção com cruzes — Foto: Arquivo pessoal

Apesar da repercussão positiva, muitas pessoas também expressaram descontentamento com o protesto. Isso porque, segundo Karol, ele tem uma presença ativa na cidade no combate à pandemia e defende o isolamento social.

“Eu fui tomando algumas medidas que achava viáveis, mas em Assis, ainda existe uma parcela da população que continua a negar a pandemia, algo que vem muito da elite. E recebi algumas retaliações por conta da intervenção, mas a arte quando não provoca algum tipo de desconforto, não seguiu a proposta.”

A faixa colocada na rotatória com os dizeres “A culpa também é sua!!!” foi rasgada e Karol fez outra postagem nas redes sociais.

“Não vejo uma faixa rasgada, vejo um sinal dos nossos tempos, tempos onde tentam a todo instante rasgar a constituição, rasgar a liberdade de expressão, rasgar a tolerância ”

Faixa com os dizeres "A culpa também é sua!!!" que faz parte da intervenção de Karol foi rasgada — Foto: Arquivo pessoal
Faixa com os dizeres “A culpa também é sua!!!” que faz parte da intervenção de Karol foi rasgada — Foto: Arquivo pessoal

#MAIS LIDAS DA SEMANA