Fique conectado

*

Dia do Meio Ambiente: 4 em cada 10 brasileiros não separam o lixo, aponta pesquisa Ibope

Quase um terço (28%) não sabe identificar por cores as lixeiras de coleta seletiva, mas 88% concordam que a forma correta de descartar o lixo é separando os materiais.

Publicado em

154

Quatro em cada dez brasileiros (39%) dizem não separar o lixo orgânico do reciclável e 76% não fazem a separação por tipo de material, mostra pesquisa do Ibope divulgada nesta terça-feira (5), Dia do Meio Ambiente. Quase um terço (28%) não sabe identificar por cores as lixeiras para coleta seletiva.

Blog da Amelia Gonzalez : na Semana do Meio Ambiente, cuidados para combater o aquecimento global

Apesar disso, 88% concordam totalmente que a forma correta de descartar o lixo é separando os materiais que podem ser reciclados e 95% acham que a reciclagem é importante para o futuro do planeta.

Ainda que 56% dos ouvidos afirmem que existe coleta seletiva em sua cidade, 50% dizem não utilizar nenhum serviço desse tipo.

Um outro estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) no ano passado revelou que uma parcela de 13% do lixo sólido é reciclada no país, mesmo que 30% a 40% desses resíduos sejam recicláveis.

Desinformação

Ainda segundo o estudo, 45% dos entrevistados têm alguma dificuldade em encontrar informações sobre coleta seletiva onde mora e 39% também têm alguma dificuldade para encontrar informações sobre reciclagem nos rótulos dos produtos.

“Em todos esses índices, aqueles que separam o lixo têm maior nível de informação do que os que não separam, apontando problemas de informação”, destaca Soraia Amaral Silva, gerente de atendimento e planejamento do Ibope Inteligência.

Além disso, 59% dos pesquisados dizem saber pouco ou nada sobre reciclagem e 65% afirmam o mesmo sobre a coleta seletiva. Outros 26% concordam total ou parcialmente que o lixo não é mais um problema seu depois que ele é jogado fora.

A desinformação, porém, não é o único obstáculo, pondera Soraia. A pesquisadora destaca que existe um “caminho entre informação e ação”, percorrido por cada indivíduo de acordo com as razões culturais ou senso de coletividade.

“A distância entre informação e ação pode ser vista por exemplo na concordância com a frase ‘Um canudo a mais não fará diferença no mundo’: 79% dos que separam o lixo discordam da frase, versus 69% dos que não separam. Há diferença no nível de informação/consciência, mas a maioria em ambos os grupos discorda que não haja impacto, mas na hora da ação em suas casas têm posturas diferentes”, diz.

O levantamento ouviu 1,8 mil pessoas por telefone, entre 25 e 30 de maio, e foi encomendado pela cervejaria Ambev. O material é divulgado na semana em que se comemora o Dia do Meio Ambiente, no dia 5 junho.

Publicidade

*

Caminhão carregado com cerveja tomba e carga fica espalhada em rodovia

Carreta que tinha saído de Maringá (PR) e seguia no sentido de Agudos tombou no trevo para Lutécia. Motorista não se feriu e passageira foi socorrida com ferimentos leves.

Publicado em

Uma carreta que transportava cerveja tombou na manhã deste sábado (14) na rodovia José Bassil Dower (SP-421), em Paraguaçu Paulista (SP). As latas ficaram espalhadas pelo acostamento da rodovia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma das vias está interditada para a retirada do veículo e da carga.

Ainda de acordo com os bombeiros, a carreta, que tinha saído de Maringá (PR) e seguia no sentido de Agudos, tombou no trevo de acesso para a cidade de Lutécia.

O motorista não se feriu e a passageira foi socorrida com ferimentos leves para o pronto-socorro de Paraguaçu Paulista. Moradores da região estiveram no local e levaram parte da mercadoria espalhada. A empresa responsável pelos produtos não foi localizada.

Fardos de cerveja transportados pela carreta (Foto: Manoel Moreno)

Caminhão ficou tombado e via precisou ser interditada (Foto: Manoel Moreno)

Moradores levaram parte da carga de cervejas (Foto: Manoel Moreno)

Continue lendo

*

Casal cai em golpe e perde mais de R$ 40 mil ao tentar comprar carro

Vítimas de Cândido Mota trocaram mensagens com um homem que se dizia sócio do dono do veículo. Depois de depositarem o valor combinado, o estelionatário sumiu com o carro e com o dinheiro.

Publicado em

Um casal de Cândido Mota (SP) caiu em um golpe e perdeu mais de R$ 40 mil ao tentar comprar um carro pela internet.

A compra do veículo pela professora Priscila Oliveira e o marido foi planejada durante anos. Até que em um aplicativo de compra e venda os dois encontraram o carro com um preço que, segundo eles, seria a “oferta perfeita”.

Pelo celular, o casal trocou mensagens com o homem que se dizia sócio do dono do veículo. Depois de negociarem e combinarem uma data para que pudessem ver o carro, Priscila e o marido saíram de Cândido Mota e foram até Lins para se encontrarem com o rapaz.

Mensagens trocadas pelo casal com o suposto vendedor (Foto: Arquivo Pessoal)

Eles já tinham feito o depósito na quantia pedida pelo vendedor, cerca de R$ 42 mil. No entanto, chegando lá, ele não apareceu.

“Quando percebemos o que tinha acontecido, fomos direto para o banco. Chegando lá, nos orientaram a ir direto para a delegacia, pois o dinheiro já havia sido movimentado”, conta Priscila Oliveira.

No plantão, o casal tentou novamente entrar em contato com o suposto vendedor.

“Dissemos que estávamos na delegacia. Logo ele disse que iria devolver o dinheiro e, um tempo depois, nos mandou a foto de um comprovante de transferência. Mas meu nome estava escrito errado e foi aí que percebemos que aquilo também era falso”, relata a professora.

Depois disso, de acordo com o casal, o homem deletou o número e não foi mais possível entrar em contato com ele.

De acordo com Priscila, o estelionatário teria enganado ela, o marido e também o dono do veículo.

“A gente trabalha tanto. Tiramos dinheiro da nossa poupança, vendemos nosso próprio carro. Aí para chegar alguém e fazer uma coisa dessas? É muito cruel”, lamenta.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Lins, o caso está sendo investigado e procedimentos estão sendo realizados para que o dinheiro depositado pelo casal seja recuperado.

Casal de Cândido Mota viu fotos do carro pelo anúncio feito na internet (Foto: Reprodução/TV TEM)

Continue lendo

*

Coruja presa em buraco é resgatada pelos bombeiros em Ourinhos

Ave foi encontrada por trabalhadores de uma construção. Ela foi encaminhada para a base da Polícia Ambiental e será solta em seu habitat natural.

Publicado em

OCorpo de Bombeiros de Ourinhos (SP) resgatou, na manhã deste sábado (14), uma coruja que estava presa dentro de um buraco na Vila Santo Antônio.

De acordo com a corporação, a ave estava no fundo do buraco, que tem aproximadamente oito metros de profundidade.

Ela foi encontrada por trabalhadores de uma construção que acionaram os bombeiros.

De acordo com a equipe de resgate, a coruja não estava machucada. Ela foi encaminhada para a base da Polícia Ambiental e depois será solta em seu habitat natural.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas