Fique conectado

Meio Ambiente

Ação ambiental da Prefeitura de Tarumã com CIVAP recolhe pneus para reciclagem

De janeiro a março de 2019, mais de 700 pneus usados foram coletados além de 1 tonelada de buchas de borracha compostas de pedaços e restos de pneus.

Publicado em

156

Ação ambiental da Prefeitura de Tarumã com CIVAP recolhe pneus para reciclagem

A Prefeitura Municipal de Tarumã, em parceria com o Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (CIVAP), participa do Projeto Eco ValeVerde. O projeto teve início em 2009, com o objetivo de reunir o maior volume de pneus de toda a região do Vale do Paranapanema para realizar a destinação adequada destes pneumáticos.

Por meio da Secretaria Municipal da Agricultura, Meio Ambiente, Obras e serviços Urbanos, de janeiro a março de 2019, foram coletadas 748 unidades de pneus usados, sendo 235 pneus de caminhão, 513 de carro e 1 tonelada de buchas de borracha compostas de pedaços e restos de pneus que são recolhidos também pela empresa EntreVias, que se ocupa da manutenção da Rodovia SP 333.

Esses pneus inservíveis, velhos e usados, são coletados e ficam armazenados no Ecoponto de Pneumáticos, que funciona regularmente no barracão da Secretaria. Lá, as borracharias do município fazem a entrega de seu material de descarte. Os pneus inservíveis são carregados e transportados regularmente pela frota da Prefeitura com destinação ao município de Assis, no pátio de recolhimento do CIVAP.

A destinação ocorre em parceria com a Reciclanip, criada pelos fabricantes de pneus Bridgestone, Goodyear, Michelin, Pirelli, Continental e Dunlop, que – por terem responsabilidade da destinação de seus produtos -, arcam com os valores para transporte dos pneumáticos.

O Município de Tarumã conta em sua estrutura urbana com cinco borracharias comerciais que prestam serviços à população na substituição de pneumáticos. A destinação final de pneumáticos inservíveis é um problema ambiental mundialmente reconhecido e só recentemente os países têm se manifestado de forma sensata, sendo o Brasil o primeiro país a adotar uma legislação específica para pneus.

No Brasil, uma das formas mais comuns de reaproveitamento dos pneus inservíveis é como combustível alternativo para as indústrias de cimento. Outros usos dos pneus são na fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, além de tapetes para automóveis e na fabricação de manta asfáltica e asfalto-borracha, processo que tem sido acompanhado e aprovado pela indústria de pneumáticos.

O propósito da coleta também é uma ação em prol da saúde pública, atuando no combate aos criadouros do mosquito aedes aegypt, transmissor da dengue, zika e chikungunya, uma vez que pneus velhos tendem a acumular água e favorecer a proliferação do inseto.

Meio Ambiente

Irresponsáveis ateiam fogo em terrenos baldios no Parque Universitário

Incêndios criminosos em terrenos baldios no bairro são frequentes.

Publicado em

Do AssisNews
Incêndio em terreno na Rua Aparecido Lourenço, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Dois focos de incêndio criminoso foram registrados em terrenos baldios no Parque Universitários em Assis (SP) nos últimos dias.

Na última quarta-feira (19) um popular ateou fogo em um terreno baldio localizado entre os cruzamentos da Rua Aparecido Lourenço com a João Firmino do Vale no início da noite. O fogo se alastrou e durou cerca de meia hora.

Já neste domingo (23) por volta das 16h30 uma pessoa não identificada ateou fogo em um terreno localizado na Rua João Longo no cruzamento com a Avenida Mario de Vito.

O fogo se alastrou rapidamente e foi necessário a intervenção da equipe do Corpo de Bombeiros da cidade para conter as chamas.

Incêndio em terreno na Rua Aparecido Lourenço, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Incêndio em terreno na Rua Aparecido Lourenço, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Crime ambiental

As queimadas trazem vários transtornos para a população, que sofre com a fumaça, e aumentam o número de atendimentos de ocorrências para os Bombeiros e a Defesa Civil.

Além dos malefícios que as queimadas causam ao ser humano, animais e ao meio ambiente, provocar incêndio é crime, de acordo com a Lei Federal 9.605/98 que trata sobre a legislação ambiental e Artigo 250 do Decreto Lei nº 2.848 de 07/12/1940 (Código Penal). A pena pode ser de multa, detenção e reclusão para o autor, e de outras penalidades de acordo com a extensão dos danos.

Pessoas irresponsáveis se julgam no direito de colocar fogos em suas propriedades ou de terceiros aumentando as estatísticas dos malefícios causados pelo fogo, além de danos ao meio ambiente.

A situação se agrava bastante com o clima seco, tradicionalmente, na nossa região, entre os meses de abril a outubro, quando ocorre o período de estiagem. Com a falta de chuvas e umidade, o mato fica seco e propício a focos de incêndios, sendo que uma simples bituca de cigarro, com uma minúscula fagulha, pode provocar incêndios de grandes proporções.

Denúncias

Quem flagrar pessoas ateando fogo em locais públicos ou terrenos baldios podem denunciar e obter mais informações pelo número de telefone e WhatsApp (18) 3324-3355.

Incêndio em terreno na Rua João Longo, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Incêndio em terreno na Rua João Longo, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Incêndio em terreno na Rua João Longo, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Incêndio em terreno na Rua João Longo, no Parque Universitário (Foto: AssisNews)

Continue lendo

Educação

Professores participam da 1ª aula de programa ambiental

O encontro foi realizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Assis.

Publicado em

Assessoria
Professores participam da 1ª aula de programa ambiental (Foto: Departamento de Comunicação)

Na quarta-feira (20), professores do 1º ao 5º do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino de Assis participaram da 1° aula de 2019, do Programa de Educação Ambiental do Município Verde e Azul.

O encontro foi realizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Assis e aconteceu no Núcleo de Educação Continuada da Secretaria Municipal da Educação.

A aula do módulo V denominada Gestão das Águas, foi ministrada pelo estudante técnico de Meio Ambiente, Fábio Gomes Jardim, que explanou sobre as nascentes urbanas do Munícipio, sua recuperação, manutenção e proteção.

O secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Ávila Nossack, falou sobre a conservação ambiental que é realizada no Município entre outras ações de preservação.

Participaram também da palestra a secretária Municipal da Educação, Dulce de Andrade Araújo, e a supervisora de Ensino, Loilda Almeida.

Continue lendo

Meio Ambiente

Mais de 100 orquídeas são plantadas em árvores do Ecolago

Ao todo foram plantadas 7 espécies e 104 mudas.

Publicado em

Mais de 100 orquídeas são plantadas em árvores do Ecolago (Foto: Departamento de Comunicação)

No ultimo sábado (23), o prefeito José Fernandes e sua esposa, presidente do Fundo Social de Solidariedade, Luciana Barreto Fernandes, secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Nossack, e presidente da Associação dos Orquidófilos de Assis, Carlos Granado, fizeram uma grande semeadura de orquídeas junto aos troncos de diversas árvores no Ecolago.

Ao todo foram 7 espécies e 104 mudas que em poucos meses darão flores e deixarão o Ecolago ainda mais bonito para a população apreciar. As plantas foram amarradas aos troncos das árvores pelos próprios gestores acompanhados por Granado, responsável pela doação das mudas de orquídeas.

“Essa é uma ação que vai agradar a todos, pois esse espaço de lazer ficará florido e poderemos sentir a leveza do local através das floradas coloridas das orquídeas. Foram plantadas 104 mudas, mas temos como propósito plantar muitas outras”, diz o prefeito.

Mais de 100 orquídeas são plantadas em árvores do Ecolago (Foto: Departamento de Comunicação)

Mais de 100 orquídeas são plantadas em árvores do Ecolago (Foto: Departamento de Comunicação)

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas