Chen Ying apresentou vestida de noiva as notícias sobre o terremoto que atingiu Ya’an (Foto: Ya’an TV/Reuters )

A jornalista chinesa Chen Ying apresentou vestida de noiva as notícias sobre o terremoto que atingiu Ya’an, na província de Sichuan (China). Chen estava se preparando para a cerimônia de seu casamento quando o terremoto aconteceu.

Chen Ying apresentou vestida de noiva as notícias sobre o terremoto que atingiu Ya’an (Foto: Ya’an TV/Reuters )

Sem tempo para trocar de roupa, Ying passou as informações sobre o terremoto com o vestido que usaria no casamento. Depois de noticiar o tremor para a emissora na qual trabalha, a jornalista terminou de se arrumar e voltou para cerimônia de casamento.

Ela estava se preparando para cerimônia quando precisou cobrir tremor (Foto: Ya’an TV/Reuters)

Resgate
Milhares de equipes militares, civis ou simples cidadãos tentavam neste domingo (21) resgatar as vítimas e ajudar os feridos do terremoto que deixou pelo menos 203 mortos e desaparecidos em Sichuan, sudoeste da China.

Mais de 24 horas depois do terremoto de 6,6 graus de magnitude que destruiu quase 10 mil casas nesta região montanhosa e muito populosa, os feridos são levados para os hospitais já lotados.

Eles recebem atendimento nas barracas de campanhas montadas após a catástrofe.

A província de Sichuan, uma das quatro mais povoadas da China, com 80 milhões de habitantes, foi devastada por um terremoto em 2008, 7,9 graus, que deixou 87 mil mortos e desaparecidos na região de Wenchuan, 200 km ao nordeste do epicentro do tremor de sábado.

Terremoto deixou pelo menos 203 mortos e desaparecidos em Sichuan (Foto: Ng Han Guan/AP)
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.