Ovo de casca verde vira atração em Firminópolis, Goiás

Especialista e professor da Escola de Veterinária da UFG explica fenômeno.

Cor inusitada assustou a dona do galinheiro, em Firminópolis (Foto: Venes Custódio da Silva/VC no G1)

Uma internauta enviou, via VC no G1, imagens de um ovo inusitado. De coloração verde-escura, o ovo virou atração na casa da aposentada Venes Custódio da Silva, de 63 anos, em Firminópolis, a 126 quilômetros de Goiânia.

“Aqui está todo mundo admirado. Nós mostramos o ovo para vários amigos e ninguém nunca viu algo parecido”, conta Venes.

Ovo foi encontrado em galinheiro no quintal da
casa (Foto: Venes Custódio da Silva/VC no G1)

O ovo de casca verde-escura foi encontrado pela mãe de Venes, na semana passada, no galinheiro que fica no quintal da casa delas. “Quando eu olhei no ninho, até assustei”, conta a dona de casa Maria Santiago da Silva, de 83 anos.

Apesar de não saber ao certo qual das suas 25 galinhas botou o ovo tão diferente, Venes tem um palpite. “Aqui tem uma galinha que sempre bota ovo esverdeado, mas bem clarinho. Eu penso que foi ela”, disse a professora aposentada.

Nota da Redação: O palpite de Venes pode estar certo, de acordo com o diretor da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG) e especialista em avicultura, Marcos Barcellos Café. Ao G1 ele explicou que a cor dos ovos é uma característica determinada geneticamente: “Cada raça ou linhagem de galinha tem a sua própria cor dos ovos. Algumas raças de galinhas, como ameraucana e araucana, possuem ovos verdes ou verde-azulados. Há galinhas caipiras com essa mesma característica”.

A tonalidade mais escura se deve ao maior depósito de pigmentos. “Assim, esse ovo da foto é um ovo colocado por uma galinha caipira, que possui os genes dos ovos de casca verde. Ele apresentou um maior tempo de formação de sua casca, ocasionando uma maior deposição do pigmento. A tonalidade da pigmentação normal é mais suave (clara), contudo esse ovo por ter demorado mais na sua formação, ficou mais escuro”, explicou o especialista.

#MAIS LIDAS DA SEMANA