Fique conectado

Mundo

No 1º evento após a posse, Trump vai à CIA e culpa imprensa por conflito com agência

Na visita à agência de inteligência dos EUA, o presidente elogiou o trabalho de inteligência e culpou a imprensa americana pelo confronto.

Publicado em

181

Donald Trump discursa na sede da CIA, a agência de inteligência norte-americana

Donald Trump discursa na sede da CIA, a agência de inteligência norte-americana

Donald Trump fez neste sábado (21) seu primeiro discurso após a posse como presidente dos Estados Unidos durante uma visita à CIA, agência de inteligência do país, em Langley (Virgínia).

Na visita, que funcionaria como uma espécie de reconciliação entre Trump e a agência, após os dois entrarem em conflito nos últimos meses, o presidente elogiou o trabalho de inteligência e culpou a imprensa americana pelo confronto.

“Vocês são um dos grupos mais importantes do país, que nos tornará seguros de novo. Estou com vocês 1.000%. Vocês são minha primeira parada como presidente. Eu estou em guerra com a mídia, porque eles estão entre os seres humanos mais desonestos do mundo. Eles criaram uma história de que eu tinha um conflito com a comunidade de inteligência, e é o exato oposto”, disse Trump.

Em seguida, o presidente americano atacou a cobertura feita durante sua posse, em Washington, dizendo que a imprensa “mostrou um campo vazio” na televisão para, segundo ele, criar a impressão de que havia poucas pessoas presentes à cerimônia.

Ele também atacou um jornalista que publicou a informação, depois corrigida, de que o busto do ativista negro Martin Luther King havia sido retirado da Casa Branca. “Eu nunca faria isso, porque tenho muito respeito pelo doutor Martin Luther King. É assim que a mídia desonesta trabalha. Depois, se importaram em dar duas linhas “, declarou.

No discurso, Trump também falou que os Estados Unidos não estavam usando todas as suas “habilidades” nas guerras em que participou e afirmou que o “terrorismo radical islâmico tem que ser erradicado da face da Terra”.

“Temos que nos livrar do Estado Islâmico, não temos escolha. Podemos entender que pode existir guerra entre dois países, mas isso não dá para entender, um nível de maldade que nunca vimos antes. Está na hora de terminá-lo.”

Trump x CIA

As relações entre Trump e a comunidade de inteligência ficaram tensas imediatamente depois da eleição presidencial de novembro, quando várias destas agências indicaram que a Rússia havia interferido na campanha para ajudar o polêmico milionário.

Na ocasião, Trump recorreu ao Twitter para ridicularizar as agências de inteligência, lembrando que elas mesmas afirmavam que o Iraque tinha armas de destruição em massa para justificar a intervenção naquele país.

A tensão se converteu em hostilidade depois que foram vazados à imprensa supostos documentos de inteligência que sugeriam que a Rússia poderia chantagear Trump por possuir supostos vídeos comprometedores do empresário durante uma visita a Moscou em 2013. Trump acusou publicamente os órgãos da inteligência americana de vazar estes documentos, cuja autenticidade nunca ficou comprovada.

Em resposta aos ataques de Trump, o diretor da CIA, John Brennan, disse a uma rede de televisão que Trump – naquele momento ainda presidente eleito – deveria ter mais cuidado com suas palavras. “Penso que o senhor Trump deve ser muito disciplinado em relação ao que diz em público”, declarou Brennan, utilizando um tom completamente incomum para se referir ao presidente.

Na mesma entrevista, Brennan também declarou estar convencido de que Trump não entendia completamente “a capacidade, as intenções e as ações da Rússia”.

Trump designou o legislador ultraconservador Mike Pompeo para substituir Brennan à frente da CIA, mas sua nomeação ainda depende da confirmação do Senado.

Publicidade

Mundo

Golpistas tentam lucrar às custas de filhote que nasceu com rabo na testa

Batizado de Narwhal, o cão foi resgatado por um centro de proteção animal que cuida de animais com necessidades especiais.

Publicado em

Da Vogue
Narwhal: Cachorrinho que possui uma pequena cauda na testa (Foto: Reprodução)
Narwhal: Cachorrinho que possui uma pequena cauda na testa (Foto: Reprodução)

A história do pequeno cão que viralizou nas redes sociais essa semana acaba de ganhar novos capitulos. Narwhal, nome que recebeu no centro de proteção animal pelo qual foi resgatado, também tem despertado o interesse de golpistas online.

De acordo com o TMZ, criminosos começaram a surgir querendo roubar dinheiro das pessoas que se sensibilizaram com o caso, e que estão dispostas a ajudar com as despesas médicas do cachorro.

Rochelle Steffen, fundadora do abrigo, conta que desde que Narwhal viralizou, o centro de proteção conseguiu monitorar centenas de contas bancárias falsas surgindo ao redor das redes sociais. Tais informações aparecem sincronizadas à campanhas no Facebook e Instagram pedindo por doações.

Para facilitar e evitar que pessoas sejam enganadas, a ‘Mac’s Mission Animal Rescue’ localizada em Jackson, Missouri – local onde Narwhal aguarda por alguém que queira adotá-lo – criou um link oficial para contribuições em sua própria página do Facebook. A campanha já conseguiu arrecadar, aproximadamente, dois mil doláres.

O filhote de cachorro que nasceu com um rabo “extra” na testa, com apenas 10 semanas de vida foi abandonado nas ruas do estado de Missouri, nos Estados Unidos. Segundo o veterinário que atendeu o cão, não é necessário remover o rabo extra, já que ele não causa qualquer dor ao animal.

Continue lendo

Mundo

Filhote de cão com rabo ‘extra’ na testa é resgatado nos EUA

O cãozinho ‘unicórnio’ foi acolhido por um centro para animais com necessidades especiais.

Publicado em

Do G1
Narwhal foi ao veterinário para checar se estava tudo bem com sua saúde — Foto: Reprodução/Facebook
Narwhal foi ao veterinário para checar se estava tudo bem com sua saúde — Foto: Reprodução/Facebook

Um filhotinho de 10 semanas com um rabo no meio da testa foi resgatado por um centro de proteção de animais no Missouri, nos Estados Unidos.

O cachorrinho foi chamado de Narwhal, uma referência ao narval, uma baleia que aparenta ter um longo chifre saindo da cabeça (na verdade, é um de seus dentes).

Um veterinário informou aos funcionários do centro que não havia “necessidade médica” de remover o rabo extra, porque ele não causa nenhuma dor ao filhotinho.

A popularidade das fotos do pequeno Narwhal no Facebook ajudou a ampliar o alcance do trabalho feito pelo centro.

Sem dor

Rochelle Steffen, que administra o Mac’s Mission, nomeou o centro de resgate em homenagem a um pit-bull terrier que resgatou há sete anos e meio.

Steffen disse à BBC News que Narwhal “não sente dor e brinca o tempo todo”.

No Facebook, Steffen contou que o pequeno Narwhal foi ao veterinário na terça-feira (12/11).

Os raios-x mostraram que seu segundo rabo, que tem um terço do tamanho do seu rabo de verdade, não está conectado a nenhum órgão interno e não tem nenhum osso — e portanto não pode ser ‘abanado’.

Raio-x de Narwhal mostra que o rabo extra não tem ossos — Foto: Reprodução/Facebook

Raio-x de Narwhal mostra que o rabo extra não tem ossos — Foto: Reprodução/Facebook

Narwhal ainda não está disponível para adoção porque os cuidadores do centro querem que ele cresça um pouco mais “para se certificar de que o rabo não será um problema”.

Steffen diz que Narwhal é um de centenas de cachorros abandonados na zona rural do Missouri.

O centro Mac’s Mission recebe os que têm necessidades especiais — deformidades, traumas, fissuras labiais, deficiências — e que normalmente seriam sacrificados.

“Nós damos uma chance a eles”, diz Steffen.

Fotos e vídeos de Narwhal na página do Facebook do centro tiveram dezenas de milhares de curtidas em menos de 24 horas.

Steffen diz que a divulgação do centro é toda feita de forma amadora, pelas redes sociais, e que a atenção que o local vem recebendo é algo “épico”.

“É épico que tantas pessoas descubram esse resgate incrível.”

Narwhal foi ao veterinário para checar se estava tudo bem com sua saúde — Foto: Reprodução/Facebook

Narwhal foi ao veterinário para checar se estava tudo bem com sua saúde — Foto: Reprodução/Facebook

Continue lendo

Mundo

Braços de aluna são encontrados em mochila de professor

Bêbado e vestido de Napoleão, ele confessou que planejava se suicidar após ter matado a jovem.

Publicado em

Do Metrópoles
Braços de aluna são encontrados em mochila de professor
Braços de aluna são encontrados em mochila de professor

Um professor da Universidade de São Petersburgo, de 63 anos, foi preso na Rússia, nesse sábado (09), após ser encontrado com dois braços decepados dentro da mochila. Oleg Sokolov teria caído em um rio da cidade enquanto tentava se desfazer das partes do corpo. Bêbado e vestido de Napoleão, ele confessou que planejava se suicidar.

De acordo com o jornal britânico Metro, a vítima é Anastasia Yeschenko, uma estudante de 24 anos. Oleg Sokolov e Anastacia moravam juntos. Para a polícia, ele afirmou que a matou “acidentalmente durante uma discussão”. O restante do corpo da jovem foi encontrado dentro do flat em que eles dividiam.

O professor está internado com hipotermia e à disposição da Justiça.

Fama

Oleg Sokolov ganhou fama por ser um dos grandes especialistas em Napoleão Bonaparte. Em 2003, recebeu a Ordem Nacional da Legião de Honra, de Jacques Chirac.

O historiador, que também foi professor em Sorbonne, em Paris, é autor de vários livros sobre o imperador francês. Além disso, de acordo com o The Guardian, atuou como consultor em vários filmes sobre Napoleão.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas