Depois do resgate, veado adulto passou por atendimento veterinário em uma clínica de Marília (Foto: Defesa e Proteção Animal de Marília / Divulgação)
Depois do resgate, veado adulto passou por atendimento veterinário em uma clínica de Marília (Foto: Defesa e Proteção Animal de Marília / Divulgação)

Um veado-catingueiro foi encontrado em uma casa no bairro Fragata, em Marília (SP), na tarde de quinta-feira (13). O resgate do animal foi feito pelos bombeiros e acompanhado pela Polícia Ambiental, Centro de Zoonoses e voluntários da ONG Defesa e Proteção Animal de Marília (Dpam).

De acordo com o representante da Dpam, Fábio Cabral, foi a primeira vez que a entidade ajudou no resgate de um animal silvestre. “O animal estava muito arisco e irritado, além de estar com vários machucados. A gaiola ficou cheia de sangue”, explica.

Animal estava arisco com vários ferimentos no momento do resgate (Foto: Defesa e Proteção Animal de Marília / Divulgação)

A equipe informou que não sabe como o animal silvestre foi parar no bairro. Cabral acredita que a ocorrência esteja relacionada com o aumento da ocupação urbana.

O veado adulto foi anestesiado e passou por atendimento veterinário oferecido pela ONG. Na manhã desta sexta-feira (14), o animal foi entregue para a Polícia Ambiental e transferido para o centro especializado em animais silvestres da Unesp de Botucatu (SP).

Veado encontrado em bairro de Marília foi resgatado com vários ferimentos. (Foto: Defesa e Proteção Animal de Marília / Divulgação)
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Cadela sai ilesa após cair em barranco com 50 metros de profundidade e mobilizar resgate

Resgate começou às 8h e foi finalizado pouco depois das 17h.

Idosos são internados após incêndio em asilo de Botucatu

Uma funcionária que ajudou a socorrer os idosos também precisou de atendimento médico.

Acusado de matar e enterrar corpos de mulher e enteada no quintal é condenado a mais de 56 anos de prisão

Fabrício Belinato foi condenado por duplo homicídio triplamente qualificado, feminicídio e ocultação de cadáveres.

Programa ‘Criança Feliz’ atende 250 famílias em Cândido Mota

O programa consiste em ações, visitas domiciliares e a articulação com a rede.