Delegado do Rio de Janeiro é preso pela Polícia Militar em Palmital

Outros quatro homens também foram detidos, entre eles, dois espanhóis.
Funcionários de destilaria foram feitos reféns para forçar quitação de dívida.

Outros quatro homens também foram detidos

A Polícia Militar prendeu nesta segunda-feira (26), em Palmital, SP, um delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Junto com outros homens ele teria tentado cobrar o dinheiro de uma dívida da venda de uma destilaria de álcool da região.

O valor chega a quase R$ 1 milhão e não teria sido paga pelo empresário que deu a destilaria como garantia para um grupo de espanhóis. Segundo a polícia, na madrugada desta segunda-feira um grupo de pessoas contratado pelos estrangeiros esteve na destilaria e manteve quatro funcionários em cárcere privado como forma de forçar a negociação da dívida.

A Polícia Militar chegou ao local pela manhã quando os funcionários já tinham sido liberados. Cinco homens foram detidos, entre eles, dois espanhóis e o delegado de polícia do Rio de Janeiro. Com o delegado foram apreendidas duas armas de uso pessoal. Outros três homens que também teriam participado do cárcere privado fugiram.

Todos prestavam depoimento na delegacia de Palmital até o começo da noite. O delegado da cidade informou que quer saber qual o envolvimento do policial do Rio de Janeiro na ação realizada na cidade.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA