Fique conectado

Polícia

Aluno é espancado após ameaça de atentado em escola de Platina

Parentes de outros estudantes agrediram o jovem nesta quinta-feira.

Publicado em

135

Ocorrência foi na porta da escola estadual (Foto: Reprodução TV TEM)

Familiares de alunos de uma escola estadual em Platina (SP) espancaram um adolescente nesta quinta-feira (25). Segundo os agressores, há algum tempo o menor estava fazendo ameaças pelas redes sociais, dizendo que mataria vários colegas durante o período das aulas. Para evitar uma tragédia, policiais revistavam o jovem todos os dias antes que ele entrasse na sala de aula. A Polícia Civil abriu um inquérito e avisou que o menor já responde inquérito na Justiça por furto de veículo da prefeitura da cidade.

O jovem de 16 anos foi agredido minutos depois de deixar a escola. Segundo a Polícia Militar, três homens, um deles casado com uma estudante, espancaram o adolescente. O menor agredido foi atendido no Pronto-Socorro de Assis. Ele teve algumas luxações e está com hematomas pelo corpo. Segundo os médicos, o estado dele não é grave. A Vara da Infância e Juventude de Palmital analisa o pedido de recolhimento do menor feito pelo Ministério Público, que já tem várias passagens pela polícia.

Dois agressores foram detidos e um está foragido. Indignado, um grupo protestou na porta da delegacia pedindo a liberação dos parentes dos alunos. Algumas pessoas confirmaram à polícia que a agressão ocorreu porque o menor teria feito ameaças frequentes de que iria cometer um crime dentro da escola. Isso causou pânico na instituição nesta quinta-feira. “Ele postava na internet que iria fazer igual nos Estados Unidos, que iria matar todo mundo. E a gente ficou com medo porque ele falou que seria nesta quinta-feira. E falou em chacina”, conta uma aluna da escola.

Ainda de acordo com a polícia, as publicações com as supostas ameaças foram retiradas de uma rede social. Mesmo assim, criaram um clima de insegurança. Nas últimas semanas, a PM intensificou a ronda escolar e passou a fazer revistas diárias no menor antes de ele entrar para a sala de aula.

Um inquérito foi aberto e os agressores serão indiciados por leão corporal. Já quanto ao menor, o delegado afirma que apesar de ele ter cometido crimes, como o furto de um veículo da prefeitura de Platina, a internação na Fundação Casa não foi pedida porque não são crimes graves.

“A vítima, o adolescente, já vem reiterando atos infracionais na cidade. E as últimas informações é que ele iria furtar novo veículo, comprar uma arma de fogo e matar várias pessoas na escola. Três populares foram buscar os filhos na escola e teve o desentendimento. As agressões não foram graves, mas estamos tomando as providências de apurar as lesões corporais e até o ato de querer fazer Justiça com as próprias mãos. Já o menor responde por seus delitos, mas como foram atos infracionais sem violência ou grave ameaça, ele responde em liberdade até manifestação do Ministério Público e do poder judiciário”, informou o delegado, Marcel Ito Okuma.

Os dois homens detidos que agrediram o menor foram ouvidos e liberados. Eles irão responder pelas agressões em liberdade. O menor permanecia internado em observação até o final da tarde, mas deveria ser liberado para familiares ainda nesta quinta-feira.

A direção da escola informou que a integridade tanto dele quanto dos outros alunos sempre foi mantida dentro das imediações da escola. Já a Secretaria Estadual de Educação disse que vai entrar em contato com a polícia e solicitará para um professor que acompanhe as atividades do menor dentro da escola.

Amigos e parentes dos agressores foram até a porta da delegacia (Foto: Reprodução TV TEM)

Publicidade

Polícia

Peregrina fica ferida após ser atropelada na rodovia em Cândido Mota

Mulher estava com um grupo de cerca de 30 pessoas e só ela se feriu. Motorista estava embriagado e foi levado para delegacia.

Publicado em

Uma mulher que fazia parte de um grupo de peregrinação foi atropelada na madrugada deste sábado (21) na Rodovia Fortunato Petrini (SP-266), entre Cândido Mota e o distrito de Porto Almeida.

De acordo com a Polícia Rodoviária de Assis, a vítima, de 37 anos, foi atingida por um carro na altura do quilômetro 447 da rodovia. Ela estava com um grupo de 30 pessoas e foi a única ferida.

A mulher sofreu ferimentos leves e passou por atendimento no Pronto-Socorro de Cândido Mota. Ainda segundo a Polícia Rodoviária, o motorista apresentava sinais de embriaguez.

Ele passou pelo teste do bafômetro, que constatou a presença de álcool no sangue. Ele foi encaminhado à delegacia de Assis (SP).

Continue lendo

Polícia

Incêndio destrói veículo em vicinal na zona rural de Bastos

Um casal que viajava no carro conseguiu sair do seu interior sem ferimentos.

Publicado em

Do Bastos Já

Um incêndio provocou danos em um veículo Gol no começo da tarde desta quinta-feira (19), na estrada vicinal da Secção União I, na zona rural de Bastos.

Um casal que viajava no carro conseguiu sair do seu interior sem ferimentos. O caso aconteceu por volta das 12h45.

Segundo o boletim de ocorrência da Policia Civil um ajudante geral de 33 anos e sua esposa, uma vendedora de 27 anos, transitavam pela vicinal com o veículo quando notaram que o veículo estava pegando fogo na parte do motor.

Rapidamente saíram do carro e começaram a tentar apagar o fogo até a chegada da Brigada de Incêndio da Prefeitura.

Apesar de todos os esforços o fogo provocou dano de grande monta no veículo, que será levado para Almoxarifado.

Continue lendo

Polícia

Polícia apreende drogas e R$ 1,3 mil em dinheiro com acusado de tráfico em Palmital

Jovem de 20 anos foi preso em flagrante por tráfico e encaminhado para Cadeia de Lutécia.

Publicado em

Do Jornal da Comarca
Polícia apreende drogas e R$ 1,3 mil em dinheiro com acusado de tráfico em Palmital (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

A Polícia Militar realizou nesta quinta-feira (19) a prisão de um jovem de 20 anos acusado de tráfico de drogas em Palmital (SP). Ele foi abordado quando estava em um veículo que trafegava pelo centro da cidade e portava grande quantidade de dinheiro, supostamente obtido com a atividade ilegal. Em sua residência, no Jardim Paulista, foram localizados porções de entorpecentes e pinos vazios para cocaína.

De acordo com registros de ocorrência, os pms receberam informações de que traficantes estariam em um Uno azul distribuindo drogas na cidade e recebendo o dinheiro pela venda dos entorpecentes. Os policiais cruzaram com o veículo com quatro ocupantes pela rua Sete de Setembro e o motorista, na tentativa de despistar, parou bruscamente no pátio de um posto de combustíveis.

Durante abordagem, os policiais encontraram com o jovem um pino de cocaína (1 grama) e R$ 561,00 em dinheiro trocado, com características do tráfico. Um segundo passageiro levava mais R$ 794,00. Com o motorista e outro acompanhante nada de ilícito foi encontrado. O acusado disse que a droga era para seu consumo próprio e que o dinheiro foi levantado com “bicos”. Ele negou que fazia tráfico e deu um endereço de residência diferente do que era conhecido pelos pms.

Os policiais foram até a casa do acusado, na rua Pernambuco, e, com apoio da equipe do Canil da PM, localizaram no quintal uma pedra grande de crack (10 gramas) e três porções de maconha (8 gramas), além de 2 mil pinos vazios para cocaína. O rapaz foi levado à Delegacia da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por tráfico e encaminhado para a Cadeia Pública de Lutécia. O motorista do carro, que não possuía CNH recebeu uma autuação de trânsito.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas