Polícia Militar prende autor de tentativa de latrocínio em Assis

Após reconhecimento de testemunha, o criminoso foi preso por tentativa de Latrocínio e encaminhado à cadeia pública de Lutécia.

O criminoso foi preso e encaminhado à cadeia pública de Lutécia (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

No início da tarde de ontem, após solicitação via COPOM para atendimento de ocorrência de tentativa de latrocínio, os policiais militares encontraram a vítima alvejado na região do abdômen, socorrendo-o imediatamente ao Pronto Socorro do Hospital Regional, onde permaneceu internado na UTI.

Por iniciativa dos policiais militares, após acessarem as imagens da câmera de uma residência próxima ao local do fato, foi possível notar que dois indivíduos em uma motocicleta preta aparentando ser uma Honda/CG 150 tentaram roubar o veículo pertencente à vítima. Foi possível observar que o passageiro da motocicleta apontava uma arma para a vítima e na, sequência, os criminosos o derrubaram e efetuaram um disparo que o atingiu seu abdômen. De imediato, os policiais militares informaram as características e destino que os autores do crime teriam seguido.

Com as informações passadas, a equipe de Força Tática direcionou o patrulhamento para o Bairro Parque das Flores, tendo em vista ser de conhecimento da equipe policial que os indivíduos suspeitos de praticar o crime residiam naquele bairro. Durante o patrulhamento, os policiais militares foram solicitados por uma testemunha, informando que passava pelo local da tentativa de roubo e que conhecia um dos autores, fornecendo o nome e apelido do infrator. As informações foram transmitidas aos demais policiais, que auxiliaram na localização e prisão do indivíduo.

Diante do exposto conduziram o Indiciado e a testemunha que fez o reconhecimento formal e reconheceu sem qualquer dúvida como um dos autores e também reconheceu um capacete que foi encontrado na residência do Indiciado. Pela Central de Polícia Judiciária foi elaborado o registro de Tentativa de Latrocínio, com prisão do criminoso e seu recolhimento à cadeia pública de Lutécia.

#MAIS LIDAS DA SEMANA