Polícia investiga morte de 20 gatos por envenenamento em Assis

Veneno foi encontrado dentro de pedaço de pão. Alguns cachorros também foram contaminados.

Vinte gatos morreram nesta semana vítimas de envenenamento (Foto: reprodução/TV Tem)

A Polícia Civil investiga a morte de 20 gatos em um mesmo bairro em Assis (SP) durante esta semana. Um dos moradores do Park Colinas, que fica na periferia da cidade, encontrou um pedaço de pão com veneno conhecido como “chumbinho”, que pode ter sido usado para matar os animais de estimação da vizinhança.

Um boletim de ocorrência foi registrado e os moradores querem punição para o responsável pelos envenenamentos. Alguns dos gatos mortos eram do consultor Dorival Alves. Ele que sempre gostou de animais, principalmente de gatos, não consegue esconder a tristeza de ver vários de seus bichos de estimação mortos. “É um tipo de coisa que eu jamais achei que aconteceria comigo. A gente fica sabendo de casos assim, mas quando é com a gente sempre fica surpreso”, conta.

Cadela foi envenenada, mas foi salva pela dona
(Foto: reprodução/TV Tem)

Os casos vêm acontecendo durante a semana e assustando os moradores. Além dos gatos, alguns cachorros também foram contaminados. A dona de casa Josiane Oliveira conseguiu salvar a cadela a tempo. “Dei bastante água, soro, fiquei umas duas horas só cuidando dela e ela melhorou, mas ela ficou muito mal”, afirma.

Mas, o medo de que os animais continuem sendo envenenados é grande. Os donos já não sabem como cuidar dos bichos porque o responsável pelas mortes não foi identificado. “Eu tenho quatro cachorros, três gatos e os vizinhos também tem animais, todos estão dentro de casa, mas alguém pode jogar pelo portão. Aqui jogaram na calçada, mas nada impede de colocarem no quintal e os bichinhos são inofensivos, vão comer, eles não sabem o que é”, ressalta a funcionária pública Rita Tibúrcio.

Morador encontrou um pão com chumbinho (Foto:
reprodução/TV Tem)

Segundo o veterinário Márcio Martins, o chumbinho é fabricado e vendido clandestinamente e mata em poucos minutos. “Geralmente esses venenos não têm antídoto. Eles são proibidos de vender, por isso a gente sempre alerta que precisa ter uma fiscalização melhor nesses comércios que vendem esses venenos, porque são aqueles que não têm um princípio ativo e provocam muito sofrimento aos animais”, explica.

Até a manhã desta sexta-feira (21), nenhum suspeito dos envenenamentos havia sido identificado.

Veterinário explica que o chumbinho não tem antídoto (Foto: reprodução/TV Tem)

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA