Polícia Ambiental de Marília apreende 49 pássaros nativos

Seis autos de infração ambiental foram lavrados no valor de R$ 88.700.
Aves foram recolhidas para futura reintrodução na natureza.

Pássaros foram apreendidos (Foto: Polícia Ambiental / Divulgação)
Pássaros foram apreendidos (Foto: Polícia Ambiental / Divulgação)

A Polícia Ambiental de Marília (SP) apreendeu 49 pássaros nativos de diferentes espécies na cidade. As denúncias foram realizadas e constatadas entre os dias 25 e 29 de maio.

Segundo a polícia, foi constatada adulterações nas anilhas das aves para enganar a fiscalização, mediante fraude, e pássaros em cativeiro sem anilhas de identificação, em desacordo com a autorização do órgão ambiental competente, o Ibama.

Os policiais militares ambientais lavraram seis autos de infração ambiental, totalizando o valor de R$ 88.700 por fraudar anilha e ter em cativeiro sem autorização do Ibama. As aves foram apreendidas e recolhidas para futura reintrodução na natureza.

Os infratores poderão responder pelo crime ambiental de ter pássaro silvestre em cativeiro, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa, e o crime de adulteração de anilha, cuja pena é reclusão, de dois a seis anos, e multa.

#MAIS LIDAS DA SEMANA