Sobrinha trama assalto do próprio tio de 66 anos em Marília

Idoso de 66 anos saia de agência bancária quando foi abordado.
Suspeitos foram detidos e confessaram participação de sobrinha.

Idoso foi abordado quando saia de uma agência bancária (Foto: Reprodução / Google)
Idoso foi abordado quando saia de uma agência bancária (Foto: Reprodução / Google)

A Polícia Civil de Marília, através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), esclareceu o roubo contra um idoso de 66 anos, ocorrido no último dia 04 de maio na rua Armando Sales de Oliveira, centro da cidade.

Segundo o delegado Mário Furlaneto Neto, o autor foi identificado como Isaias Vieira Prudente Júnior, de 30 anos. O homem é egresso do sistema prisional e já foi condenado por roubo e tráfico de drogas.

Ele teria agido com um adolescente, também egresso da Fundação Casa, por conta de envolvimento em roubo e tráfico de drogas.

“Isaias e o adolescente obtiveram informação privilegiada e sabiam que a vítima, que caminha com o auxílio de andador, iria efetuar um saque em uma instituição financeira situada na Avenida Sampaio Vidal e depois iria almoçar em um restaurante nas proximidades. Assim, tentaram assaltar a vítima quando esta chegava no restaurante, mas como o idoso gritou, os agentes se afastaram. A sobrinha da vítima foi buscá-la e quando estavam entrando no interior do veículo dela, estacionado nas proximidades do restaurante, foram abordados pelos criminosos. Isaias foi quem abordou a vítima e subtraiu a bolsa contendo em seu interior R$ 1 mil em dinheiro, o aparelho celular e documentos pessoais”, contou o delegado da DIG, Mário Furlaneto Neto.

Segundo a polícia, as investigações apontaram que a própria sobrinha da vítima, uma cabeleireira de 30 anos, foi quem transmitiu as informações privilegiadas para os bandidos.

Ela alegou ter sido ameaçada por ele para prestar as informações, versão que contraria a que foi apresentada por Isaias, que diz exatamente ao contrário, alegando que foi a própria sobrinha quem propôs roubar o tio.

O homem teve a prisão preventiva decretada pela 3ª Vara Criminal de Marília e fica agora à disposição da Justiça. O adolescente também foi apreendido. Já a cabeleireira continua em liberdade.

#MAIS LIDAS DA SEMANA